3 de jul de 2015

TOMEI A PÍLULA DO DIA SEGUINTE E NÃO MENSTRUEI. O QUE FAZER?

A menstruação costuma vir dias depois do uso da pílula. A descida da menstruação confirma a eficácia do tratamento. É muito comum que a menstruação não venha exatamente igual ao habitual, pois o ciclo foi interrompido pela metade.

Dependendo do momento do ciclo menstrual que a PDS tenha sido tomada, a menstruação pode demorar um pouco mais de 1 semana para descer.  Poucos dias de atraso não é motivo para pânico. Porém, se a menstruação não tiver vindo 3 a 4 semanas após o uso da pílula do dia seguinte, a paciente deve fazer um teste de gravidez, pois, nestes casos, é preciso começar a considerar a hipótese de falha da pílula.

A PÍLULA DO DIA SEGUINTE PROVOCA ABORTO?

Não! Tecnicamente, uma medicação abortiva é aquela que age após o óvulo fecundado já ter sido implantado no útero. O aborto é a perda de um embrião que estava se desenvolvendo em um útero. Como foi explicado, a ação do levonorgestrel é anterior à implantação do óvulo fecundado ao útero, não sendo, portanto, uma droga que provoca aborto.

Se o levonorgestrel for tomado após o óvulo já ter sido implantado ao útero, ele não terá efeito algum sobre a evolução da gravidez. Ele não provoca aborto e não há estudos que indiquem perigo de malformação fetal se o medicamento for acidentalmente usado em mulheres já grávidas.

Por outro lado, o ulipristal pode ter efeitos nocivos para o feto e não deve ser tomado se a mulher suspeita já estar grávida.a

Fonte: http://www.mdsaude.com/2012/08/pilula-dia-seguinte.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário