30 de set de 2015

UFF, após mais de 120 dias de paralisação, decisão foi tomada após votação em assembleia no campus Gragoatá


Após mais de 120 dias de paralisação, decisão foi tomada após votação em assembleia no campus Gragoatá


Paralisação dos servidores da universidade já ultrapassava 120 dias.
Foto: Evelen Gouvêa

A greve dos professores da Universidade Federal Fluminense (UFF) terminou após mais de 120 dias de paralisação. A decisão foi tomada após votação em assembleia realizada, na tarde desta terça-feira, no campus Gragoatá. Com mais de 560 professores presentes, a maioria decidiu pelo retorno às atividades, que acontece na próxima segunda-feira, dia 5. Foram 464 votos a favor e 94 contra, com apenas 9 abstenções.


O vice-presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal Fluminense (Aduff), Gustavo Gomes, comemorou o desfecho da assembleia. Para ele, diante do cenário de ajuste fiscal, os acordos firmados com a direção da Universidade foram uma conquista.



“Consideramos que diante do panorama de crise econômica, ter conseguido negociar reajuste salarial em 10,8%, concessão de aumento em torno de 300% do auxílio-creche, que estava praticamente congelado; além dos reajustes do auxílio saúde, foi uma vitória. Mas também deixamos claro que é insuficiente a longo prazo. Vamos mais para frente organizar uma greve geral com os trabalhadores de outros setores para protestar contra os direitos sociais que estão sendo suprimidos com o ajuste fiscal”, afirmou Gustavo, que lembrou que algumas reivindicações da categoria ainda continuam sem um posicionamento como o retorno dos concursos públicos para docentes já aprovados pelo Ministério da Educação (MEC).


Apesar da categoria ter decidido pelo fim do movimento grevista, técnicos e demais servidores da universidade mantêm a paralisação. Ligia Martins, integrante da coordenação do Sindicato dos Trabalhadores da UFF (SintUFF), reiterou que o retorno dos docentes em nada influencia o movimento dos servidores, já que as reivindicações do grupo dependem de negociações com o Governo Federal.



“Já fizemos greve sem a participação dos professores. Lá na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por exemplo, os docentes já retomaram as aulas há um tempo e os técnicos continuam em paralisação. São categorias diferentes. Nesta quarta haverá uma reunião no Ministério do Planejamento, em Brasília, para discutir a condução da nossa greve. Somente o governo aprovando a nossa pauta, é que retornaremos”, afirmou.


De acordo com representantes da Aduff, será montado um comitê de mobilização permanente que irá mapear as necessidades de alunos e professores neste retorno às atividades. Segundo eles, há um contingente de funcionários terceirizados e de servidores que não aderiu à greve e que poderão dar o suporte mínimo para as aulas. Ainda de acordo com a Associação, o calendário letivo passará por ajustes com a Reitoria para que haja a reposição integral das aulas sem prejudicar os estudantes.

Fonte: OFluminense

Petrobras aumenta o preço da gasolina em 6% e o do diesel em 4% Novos preços já estão valendo para as refinarias



A Petrobras anunciou que aumentou em 6% o preço do litro da gasolina e em 4% o litro do diesel desde a zero hora de hoje. O comunicado foi feito no fim da noite desta terça-feira pela Petrobras.
O aumento refere-se ao preço da venda dos combustíveis nas refinarias da Petrobras e será repassado ao consumidor pelas distribuidoras de combustíveis e donos de postos de abastecimento. O preço na bomba depende das margens de distribuição e revenda
Resultado de imagem para petrobras
Segundo a Petrobras, os percentuais são de aumento médio, o que significa que em alguns estados poderá ser maior ou menor. No comunicado, a Petrobras explica ainda que os preços da gasolina e do diesel reajustados pela empresa não incluem os tributos federais Cide e PIS/Cofins nem o tributo estadual ICMS.
O último aumento da gasolina e do diesel feito pela Petrobras foi em novembro de 2014, quando o preço dos combustíveis foi elevado em 3% e 5%, respectivamente. Em janeiro deste ano, a tributação sobre os dois combustíveis também foi elevada, com um repasse na bomba de R$ 0,22 para a gasolina e de R$ 0,15 para o diesel.
A decisão de aumentar novamente os preços da gasolina e do diesel foi tomada pela Petrobras em função da necessidade de caixa da empresa por causa do impacto da alta do dólar no seu endividamento externo.
Texto Publicado: http://odia.ig.com.br/noticia/economia/2015-09-29/petrobras-aumenta-o-preco-da-gasolina-em-6-e-o-do-diesel-em-4.html

FDA Food and Drug Administration FDA aprova dois novos tratamentos com drogas para diabetes mellitus



Os EUA Food and Drug Administration aprovou no ultimo dia 25 Tresiba (injeção insulin degludec) e Ryzodeg 70/30 (degludec insulina / insulina injeção aspártico) para melhorar de açúcar no sangue (glicose) no controle de adultos com diabetes mellitus.

De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças, cerca de 21 milhões de pessoas nos Estados Unidos foram diagnosticados com diabetes. Ao longo do tempo, o diabetes aumenta o risco de complicações graves de saúde, incluindo doenças cardíacas, cegueira, nervos e danos nos rins. Melhoria no controle de açúcar no sangue pode reduzir o risco de algumas destas complicações a longo prazo.

"Insulinas de longa ação desempenham um papel essencial no tratamento de pacientes com diabetes tipo 1 e em doentes com diabetes tipo 2 com doença avançada", disse Jean-Marc Guettier, MD, diretor da Divisão de Metabolismo e Endocrinologia Produtos no Centro do FDA para Avaliação e Pesquisa de Drogas. "A FDA continua empenhada em apoiar o desenvolvimento de terapias inovadoras para o tratamento de diabetes."

Tresiba é um análogo de insulina de acção prolongada indicado para melhorar o controle glicêmico em adultos com diabetes tipo 1 e 2 mellitus. Dosagem de Tresiba deve ser individualizada com base nas necessidades do paciente. Tresiba é administrado por via subcutânea uma vez por dia, a qualquer hora do dia.

A eficácia e segurança da Tresiba utilizada em combinação com insulina às refeições para o tratamento de pacientes com diabetes tipo-1 foram avaliadas em dois de 26 semanas e um de 52 semanas com controlo activo ensaios clínicos envolvendo 1.102 participantes expostos a Tresiba. A eficácia e segurança de Tresiba usado em combinação com insulina às refeições ou usado como add-on para o fundo comum antidiabéticos orais para o tratamento de pacientes com diabetes tipo 2 foram avaliados em quatro de 26 semanas e dois de 52 semanas controlado com activo clínica estudos envolvendo 2.702 participantes expostos a Tresiba. Em participantes com diabetes tipo 1 e 2 que tiveram controle inadequado de açúcar no sangue no início do julgamento, o tratamento com Tresiba fornecida reduções na HbA1c (hemoglobina A1c ou hemoglobina glicosilada, uma medida de controle de açúcar no sangue), em linha com as reduções obtidas com outra, previamente aprovado longo actuando insulina.

Ryzodeg 70/30 é uma mistura de degludec insulina, um análogo de insulina de acção lenta, e de insulina aspártico, um análogo de insulina de ação rápida humano. É indicado para melhorar o controle glicêmico em adultos com diabetes mellitus.

A eficácia e segurança da Ryzodeg 70/30 utilizada em combinação com insulina às refeições para o tratamento de pacientes com diabetes de tipo 1 foi avaliada em um de 26 semanas ensaio clínico controlado envolvendo 362 participantes expostos a Ryzodeg 70/30. A eficácia e segurança da Ryzodeg 70/30 administrado uma vez ou duas vezes por dia para o tratamento de pacientes com diabetes do tipo 2 foram avaliados em quatro ensaios activos controlados de 26 semanas clínicos envolvendo 998 participantes expostos a Ryzodeg 70/30. Em participantes com diabetes tipo 1 e 2 que tiveram controle do açúcar no sangue inadequada na entrada do julgamento, o tratamento com Ryzodeg 70/30 reduções previstas em HbA1c equivalente para as reduções obtidas com outra, previamente aprovados de ação prolongada ou insulina pré-misturados.

Tresiba Ryzodeg e não deve ser utilizado por pessoas que têm aumentado as cetonas no sangue ou na urina (cetoacidose diabética). Os pacientes ou cuidadores devem monitorar glicose no sangue em todos os pacientes tratados com insulina. Regimes de insulina deve ser modificado com cautela e apenas sob supervisão médica. Tresiba e Ryzodeg pode causar baixa de açúcar no sangue (hipoglicemia), que pode ser fatal. Os pacientes devem ser monitorados mais de perto com as alterações à dose de insulina, a administração concomitante de outros medicamentos hipoglicemiantes, padrão alimentar, atividade física, e em doentes com insuficiência renal ou hepática ou hipoglicemia desconhecimento.

Podem ocorrer graves, com risco de vida, alergia generalizada, incluindo anafilaxia, reacções cutâneas generalizadas, angioedema, broncoespasmo, hipotensão e choque com qualquer insulina.

As reacções adversas mais comuns associados com Tresiba e Ryzodeg em ensaios clínicos foram hipoglicemia, reações alérgicas, reacções no local da injecção, colocando no local da injecção (lipodistrofia), prurido, erupção cutânea, edema e ganho de peso.

Tresiba Ryzodeg e são fabricadas por Novo Nordisk em Plainsboro, Nova Jersey.

A FDA, agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, protege a saúde pública, ao garantir a segurança, eficácia e segurança dos medicamentos humanos e veterinários, vacinas e outros produtos biológicos para uso humano, e dispositivos médicos. A agência também é responsável pela segurança e segurança do aprovisionamento da nossa nação alimentos, cosméticos, suplementos alimentares, produtos que emitem radiação eletrônica, e para regular os produtos de tabaco.

Fonte: http://www.fda.gov/NewsEvents/Newsroom/PressAnnouncements/ucm464321.htm

Grã-Bretanha aprova primeiros transplantes de útero de doadoras mortas

Médicos na Grã-Bretanha receberam a aprovação para realizar os dez primeiros transplantes de útero de doadoras que tiveram morte cerebral.

PA

O procedimento já foi feito com sucesso na Suécia, em 2014; uma mulher de 36 anos deu à luz após ter sido submetida ao transplante de útero, mas com o órgão retirado de uma doadora viva, uma amiga de 61 anos que já estava na menopausa.
Os transplantes serão feitos como parte de uma série de testes clínicos e devem começar ainda em 2015.
Se os testes forem bem-sucedidos, o primeiro bebê britânico nascido de um útero transplantado poderá nascer no final de 2017 ou começo de 2018.
Mais de cem britânicas já foram identificadas como potenciais receptoras dos transplantes de útero.
Richard Smith, médico do hospital Queen Charlotte e Chelsea, em Londres, trabalha no projeto há 19 anos e vai liderar a equipe de transplantes.
"Em muitas mulheres existe o desejo inato de ter um filho. Este procedimento tem o potencial de satisfazer este desejo."
"Durante os anos tive muitas crises com este projeto... mas quando você conhece as mulheres que nasceram sem um útero, ou que tiveram o útero retirado por alguma razão, é penoso e foi isso que nos fez continuar", disse Smith à BBC.
Bebê nasceu em Gotemburgo, na Suécia (Foto: The Lancet/AP)

Condições

Mais de 300 mulheres procuraram a equipe britânica de transplante de útero, mas apenas 104 se encaixaram nos critérios, entre eles ter 38 anos ou menos, ter um companheiro de longo prazo e um peso considerado saudável pelos médicos.
A operação dura cerca de seis horas com o útero vindo de uma doadora que teve morte cerebral - e que é tecnicamente considerada morta - e cujo coração foi mantido em funcionamento.
A receptora precisará tomar remédios como imunossupressores depois do transplante e durante a gravidez para evitar que o corpo rejeite o órgão.
A saúde da mulher que recebeu o útero será monitorada detalhadamente durante um ano para a implantação de um embrião no útero. Este embrião será uma combinação de óvulos da própria mulher e, se possível, espermatozoides do parceiro, usando um procedimento de fertilização in vitro.
Quando o útero doado não for mais necessário, poderá ser removido por meio de cirurgia. Este procedimento será feito para evitar que a mulher precise tomar imunossupressores para o resto da vida.
Matéria publicada:
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/09/150930_transplante_utero_mortas_fn

I JORNADA FARMACÊUTICA DA UNIGRANRIO 2015 INSCREVA-SE JA!!






informações e inscrições:

http://www.unigranrio.br/Paginas/i-jornada-farmaceutica-carreira-e-profissao.aspx

29 de set de 2015

Águas de Niterói além de não cumprir o prazo, alega que o serviço já foi executado!!!

Nos últimos 3 meses o sistema de coleta esgoto da Rua Professor Farmacêutico Rodolfo Abino em Camboinhas anda entupido, a empresa Água de Niteroi pelo telofone 0800 723 1222 atende e dá um prazo de 3 dias para que você deixe de ter o esgoto rolando a céu aberto!
Na segunda vez que ocorreu o fato fui acompanhar a equipe que venho no caminhão, verificando o estado que se encontrava à ligação principal da rua, inclusive com pedaços enormes de raiz de árvore, perguntei se tal obstáculos não seria retirada, a resposta venho de imediato "não" já fizemos a nossa parte.

Na última quinta-feira como consequências da falta de ação corretiva da empresa Águas de Niterói, o esgoto voltou a invadir a rua e dando retorno às residências, o que gerou um novo protocolo o de número 1720597 com um prazo de 3 dias, hoje como nada tinha acontecido, resolvi ligar e questionar a atendente que como sempre abriu um novo chamado o de número 172191, nervoso e irritado com o cheiro forte de esgoto, perguntei qual era a desculpa para o serviço não ter sido realizado no prazo, porém ela alegou que consta que o serviço foi executado no sábado às 18:00 horas, ou seja o funcionário alega que fez a empresa não fiscaliza e quem paga a conta e o cidadão que paga as contas em dia!
Niteroi anda mesmo abandonado!

XII Congresso do Departamento de Hipertensão Arterial 29 a 31 de outubro de 2015


XII Congresso do Departamento de Hipertensão Arterial, 
29 a 31 de outubro de 2015
Centro de Convenções de Goiânia - Goiânia (GO)

Neste ano, a realização em conjunto do XIII Congresso da Sociedade Latinoamericano de Hipertensão e do V Simpósio Luso Brasileiro de Hipertensão.
O Congresso terá a participação de um grande numero de convidados estrangeiros, já são mais de 40 confirmados, e com isto o congresso ganha uma conotação diferente, universalizando e demonstrando como é o tratamento da hipertensão nos outros Países.
As inscrições podem ser realizadas através:  http://congressodha2015.com.br/site/inscricoes.asp 

Comprovação de Categorias: 
Os documentos comprobatórios das categorias abaixo deverão ser inseridos no momento da sua inscrição.
1 - Inscrições de médicos sócios: da SBC – Sociedade Brasileira de Cardiologia - Comprovante de pagamento de anuidade;
2 - Inscrições de Médicos Residentes - Cópia do diploma ou declaração de vínculo com a instituição de trabalho;
3 - Estudantes da graduação - cópia da carteira da instituição de ensino com data de validade, comprovante de matrícula atualizado ou declaração, em papel timbrado da instituição de ensino, informando o período que está sendo cursado;

Cadastre-se no Blog e receba por e-mail atualizações.


Remédio contra diabetes reduz risco de morte cardiovascular

Um novo estudo mostrou que a empagliflozina, medicamento utilizado para o tratamento de diabetes tipo 2, reduz em 38% a probabilidade de morte por eventos cardiovasculares e em 32% por qualquer causa em pacientes com alto risco de complicações cardíacas. Os dados foram apresentados durante o Encontro Anual da Associação Europeia para o Estudo de Diabetes, realizado em Estocolmo, e publicados simultaneamente na revista científica New England Journal of Medicine.

"Essa é a primeira vez na história que um medicamento antidiabético se mostra eficaz na redução de eventos cardiovasculares, que são a principal causa de morte destes pacientes", diz o cardiologista José Kerr Saraiva, chefe do serviço de cardiologia do Hospital Universitário da PUC-Campinas e um dos autores do estudo. "Até agora, todas as pesquisas realizadas com outros medicamentos mostraram que eles não tinham nenhum efeito sob o risco cardiovascular ou, em um caso específico que foi inclusive retirado do mercado, aumentava esse risco. Por isso, esse estudo é um grande marco e foi recebido com muito ânimo pelos cardiologistas", explicou.

O estudo EMPA-REG descobriu que o Jardiance, nome comercial do medicamento, também mostrou que as hospitalizações por insuficiência cardíaca crônica caíram em 35%. Após três anos de acompanhamento, 10,5% dos participantes no grupo de Jardiance sofreram um infarto, AVC ou morreram por outras causas cardiovasculares, em comparação com 12,1% dos pacientes que tomaram o placebo. O que corresponde a uma redução relativa de 14% no risco destes eventos.De acordo com Saraiva, os resultados são ainda mais surpreendentes porque quase 80% dos participantes já utilizavam medicamentos para controlar o diabetes, a pressão arterial e o colesterol. Mesmo durante o estudo, estes pacientes puderam continuar os tratamentos.

Sabe-se que a redução do açúcar no sangue (efeito dos medicamentos antidiabéticos) já tende a reduzir o risco cardiovascular. Entretanto, os autores do estudo acreditam o efeito benéfico de Jardiance na redução destes eventos esteja relacionada com outros efeitos do medicamento, como a capacidade em reduzir a pressão sanguínea, o peso e a rigidez arterial.

Problemas cardiovasculares como ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e doença coronariana são as principais causas de morte de metade dos pacientes com diabetes tipo 2 ao redor do mundo. Isso acontece porque o excesso de açúcar no sangue traz serie de transtornos metabólicos que danificam o coração e os vasos sanguíneos. No caso de pacientes diabéticos que já correm um risco elevado de complicações cardíacas, como pessoas que já tiveram um AVC, infarto ou que têm artérias obstruídas -, a expectativa de vida se reduz em, em média, 12 anos.

A empagliflozina é produzida em parceria pelas farmacêuticas Boehringer Ingelheim e Eli Lilly e pertence a uma classe de medicamentos chamada inibidores de SGLT2, que ajudam excretar o excesso de açúcar do sangue pela urina. Por isso, estes remédios são contra indicados para pacientes com problemas renais. Os efeitos colaterais incluem desidratação, baixo nível de açúcar no sangue e infecções urinárias. O tratamento está disponível no Brasil desde março e custa, em média, 185 reais por mês.
Fonte: Veja Online
Matéria publicada: http://www.cff.org.br/noticia.php?id=3158&titulo=Rem%C3%A9dio+contra+diabetes+reduz+risco+de+morte+cardiovascular

Programa CRF-RJ QUALIPHARMA Curso de Interpretação Clínica de Exames Laboratoriais: Discussão de Casos Clínicos em Itaperuna 24 de outubro de 2015



Metodologia:
O curso será desenvolvido através de aula teórica, com duração de 8 horas (um sábado)

Conteúdo Programático:
Interpretação Clínica do Hemograma: Leucometria Global e Diferencial, Eritrograma, Índices Hematimétricos, Diagnóstico Clínico- Laboratorial das Anemias Parâmetros Bioquímicos da Hematologia, Plaquetograma, Diagnóstico- Clínico Laboratorial das Leucemias, Discussão de Casos Clínicos.
Interpretação Clínica de Marcadores Bioquímicos: Marcadores de Triagem, Diagnóstico e Monitoramento do Diabetes, Marcadores de Função e Lesão Renal Metabolismo Mineral e Ósseo, Perfil Lipídico, Marcadores de Função e Lesão Hepática, Marcadores de Função Pancreática Marcadores de Lesão Cardíaca, Correlações Clínicas e Laboratoriais, Discussão de Casos Clínicos. Interpretação Clínica do Exame de Urina (EAS): Fisiologia Renal, Exame Físico, Exame Químico, Sedimentoscopia, Correlações Clínicas e Laboratoriais Discussão de Casos Clínicos.

Ministrante: Dr. Rodolfo Fernandes de Andrade
Farmacêutico Analista Clínico (2013). Mestrando em Saúde, Medicina Laboratorial e Tecnologia Forense na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2015). Especialista em Ciências do Laboratório Clínico e Diagnóstico In vitro pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2014). Possui Licenciatura em Química pelo Instituto AVM - Cândido Mendes (2014). Possui Formação Técnica em Análises Clínicas (2002). Atua como Técnico em Laboratório Clínico nas Prefeituras do Rio de Janeiro e Angra dos Reis (2008). Possui Experiência Prática Profissional em Coleta de Materiais Biológicos, Hemoterapia, Hematologia Laboratorial, Bioquímica Clínica, Uroanálise e Liberação de Laudos. Possui mais de 30 cursos de Extensão Universitária. Aprovado e Classificado em 11 Concursos Públicos para Técnico em Laboratório Clínico. Atualmente ministra Cursos de Atualização Profissional, Extensão Universitária, Preparatório para Concursos e Treinamento Profissional nas Disciplinas de Hematologia Laboratorial e Bioquímica Clínica.

Dia da aula: 24 de outubro de 2015 (sábado)
Horário: 9h00 às 18h00
Local da aula: UNIG Campus V Itaperuna - BR 356, Km 02, s/nº, bairro Cidade Nova, Itaperuna/ RJ

Requisito para inscrição: ser Farmacêutico regularmente inscrito no CRF-RJ.


Objetivo:
Capacitar profissionais da área de saúde quanto à utilização dos exames laboratoriais como ferramenta clínica na prevenção, diagnóstico e monitoramento das principais patologias, a partir de correlações clínicas, diagnósticas e terapêuticas.
Atenção!
Vagas Limitadas- As inscrições solicitadas serão confirmadas respeitando a ordem de recebimento das solicitações e o número de vagas disponíveis. As inscrições via e-mail encerrarão conforme disponibilidade de vagas.
Ausências não justificadas- Perde-se o direito de participar de outros cursos gratuitos oferecidos pelo CRF-RJ no ano de 2015.
Certificado -Será emitido digitalmente e enviado via e-mail para os Farmacêuticos que participarem integralmente do curso. O certificado será enviado em até 10 dias após o curso.

Erro da American Airlines permite compra de passagens de graça ao Brasil

Empresa ainda não informou se bilhetes adquiridos através de seu site no Chile serão respeitados; não é primeira vez que companhia enfrenta este problema.


 Empresa ainda não informou se passagens serão respeitadas  (Foto: Reuters)

Durante o fim de semana, ao entrar na página da empresa, visitantes encontraram passagens geralmente caras vendidas a US$ 0. A situação teria sido causada por uma falha técnica, e não por uma campanha de marketing, e o site da companhia seguia fora do ar na manhã de segunda-feira.
A situação foi compartilhada por clientes nas redes sociais. A jornalista chilena Macarena Carrasco comprou seu bilhete na noite do domingo - mas as passagens estavam disponíveis a preços mais baratos desde a tarde.
Ela comprou bilhetes para Londres, mas disse que muitos outros usuários adquiriram passagens para a Grécia pelo mesmo preço.
Ela disse estar "cruzando os dedos para que a American Airlines respeite às passagens" compradas a esse preço. E, apesar de não haver confirmação de que as compras serão honradas, Carrasco disse poder ver o número de reserva e todo o itinerário de sua viagem.
Não é a primeira vez que a empresa sofre um episódio como este. Em 20 de agosto, vários usuários disseram nas redes sociais que haviam comprado passagens do Chile a Nova York ou Miami por US$ 70. A companhia admitiu o erro.
Será que a American Airlines vai honrar as passagens vendidas neste período?

28 de set de 2015

Os dois lados da Unimed do Brasil, as que estão em forma, e as que sofrem com custos em altas e dívidas difíceis de pagar.

Segundo a Revista Exame edição 1098 de 30/09/2015 pelo menos 2 milhões de clientes da operadora de saúde Unimed estão em cooperativas problemáticas. A de São Paulo já quebrou. 

Segunda a revista o grupo Amil, teve um prejuízo de 250 milhões de reais no ano passado.

O povo brasileiro que já vem sofrendo com o problema crônico da saúde pública no Brasil, agora tem mais um fantasma as do plano de saúde.
Vamos ficar acompanhado de perto!

Paciente diz que foi abusado por enfermeiro em hospital em Taboão

Um paciente diz ter sido abusado sexualmente por um enfermeiro enquanto estava internado no Hospital Family, localizado em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, segundo boletim de ocorrência ao qual o G1 teve acesso nesta segunda-feira (28). O hospital, que é particular, abriu uma sindicância sobre o caso.
Em depoimento, a vítima de 26 anos afirmou que a violência ocorreu entre os dias 7 e 11 de setembro enquanto estava sob efeito de medicamentos que tomou no hospital.

Segundo o advogado da vítima, o criminalista Ademar Gomes banheiro do hospital, foi gravado com câmera de celular pela vítima e as imagens estão com a polícia. "A vítima acordou suja de esperma e questionou o enfermeiro sobre o que teria acontecido. Ele alegou que era um delírio, reação adversa comum aos remédios. Desconfiada, a vítima posicionou o celular na janela do banheiro para gravar o próximo ato e entender mais tarde o que estava acontecendo", contou o advogado.

De acordo com o advogado que atende o hospital, o Family teve conhecimento do caso no dia da alta do paciente, que comunicou o ocorrido à direção do hospital. A vítima foi orientada a formalizar a denúncia por escrito e foi aberta uma sindicância. O enfermeiro deixou de comparecer ao hospital no dia da alta e, por essa razão, ainda não há a versão dele.

O advogado informou ainda que o delegado do 1º Distrito Policial de Taboão da Serra pediu a prisão preventiva do enfermeiro, mas a Justiça negou, justificando que não havia indícios suficientes que comprovem o crime. 

Artigo publicado: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/09/enfermeiro-e-suspeito-de-abusar-de-paciente-em-hospital-em-taboao.html

Governo zera repasse para Farmácia Popular em 2016


Agência Estado

Publicação: 28/09/2015 12:13 Atualização:

O aperto nas contas vai atingir em cheio um dos programas prediletos da classe média na área de saúde, o Aqui Tem Farmácia Popular. A proposta orçamentária para 2016 encaminhada para o Congresso prevê repasse zero para a ação, que neste ano receberá R$ 578 milhões.

Criado em 2006, o programa permite a compra em farmácias credenciadas pelo governo de medicamentos para rinite, colesterol, mal de Parkinson, glaucoma, osteoporose, anticoncepcionais e fraldas geriátricas. Os descontos chegam a 90%. Com a redução a zero os recursos, na prática essa política deixa de existir.

Pela proposta encaminhada pelo governo ao Congresso, ficam mantidos o braço do programa chamado de Saúde Não Tem Preço (em que o paciente não precisa pagar na farmácia remédios para diabetes, hipertensão e asma) e as unidades próprias do Farmácia Popular.

O problema, no entanto, é que o número de unidades próprias dessas farmácias, que já é pequeno, deve minguar mais em 2016. A previsão é de que não ultrapasse 460 postos de venda, em todo o País.

"Foi uma medida necessária", justifica a secretária executiva, Ana Paula Menezes. A primeira versão da proposta de orçamento encaminhada para o Congresso reservava para a Saúde um total de R$ 104 bilhões. "Não era a quantia dos sonhos, mas pelo menos a gente não estava morrendo afogado", afirma a secretária. 

Esse cenário, no entanto, mudou. A nova versão retira da área R$ 3,8 bilhões. A proposta enviada ao Congresso também enterra um acerto que havia sido feito dentro do próprio governo, para que o montante reservado a emendas parlamentares, cujo pagamento passou a ser obrigatório, fosse incorporado ao cálculo desse mínimo que o governo federal tem de desembolsar.

Os problemas para o cálculo do orçamento na saúde não se resumem a esse ajuste, feito na primeira quinzena de setembro. Pela Constituição, tanto municípios, Estados quanto União têm reservar uma fatia mínima de seu orçamento para gastos em ações e serviços de saúde. 

Para o cálculo do piso federal, a regra usada até o orçamento de 2015 era: o equivalente ao que foi desembolsado no ano anterior, acrescida a variação do Produto Interno Bruto (PIB). Com a mudança, o governo federal tem de reservar para o setor o equivalente a 13,5% das receitas correntes líquidas.

"Acreditamos que esse é um mecanismo de cálculo apropriado. O problema foi o comportamento da economia neste período mais recente", disse Ana Paula.

Se fosse aplicada a regra anterior, o mínimo para saúde neste ano seria de R$ 103,7 bilhões. Com a nova regra, o piso passa para R$ 100,2 bilhões.

"Para compensar as perdas, havia ficado acertado que os recursos das emendas parlamentares, cujo gasto é obrigatório, não entrariam na conta. Mas isso mudou."

No formato encaminhado para o Congresso, ficam preservados os recursos para compra de medicamentos, vacinas. A opção da pasta, em vez de fazer cortes em várias ações e serviços de saúde, foi concentrar o enxugamento em dois pontos principais: farmácia popular e ações de média e alta complexidade. 

Esta última rubrica concentra todos os recursos que são repassados para Estados e municípios pagarem hospitais conveniados com o Serviço Único de Saúde (SUS), hospitais universitários, filantrópicos, Santas Casas para pagamento de procedimentos de saúde, como cirurgias, internações. 

Os recursos de média e alta complexidade também são usados para financiar despesas com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), serviços de análise clínica, exames de imagem. 

A escolha do setor atingido não foi sem motivo. A área de média e alta complexidade conta com uma rede poderosa de defensores tanto no Congresso quantos nos Estados e municípios. Ao mirar nesta área, o Ministério da Saúde tenta encontrar entre parlamentares, governadores e prefeitos uma rede de apoio que não encontrou dentro do próprio governo e, com isso, tentar reverter o tamanho do corte.

27 de set de 2015

CIDADE Morre em Niterói Luiz Carlos Negrine, o pai das “cadelinhas motociclistas”

,

11753689_654493994652090_1978635997368422299_n

Faleceu o motociclista e protetor dos animais Luiz Carlos Negrine. Ele morreu devido a problemas cardíacos. O niteroiense de coração, ficou conhecido no Brasil inteiro por conta de suas duas filhotas de estimação, as cadelinhas da raça Cocker Spaniel, Nani e Catarina – mãe e filha que viajavam com Negrine por várias cidades brasileiras, na garupa de sua motocicleta.

Na página pessoal de Luiz Carlos, pessoas de várias cidades do País prestaram homenagem ao protetor dos animais, citando seu amor pela natureza e sua simpatia e alegria.

As cadelinhas de Negrine estão na casa de um amigo a espera de adoção. As pessoas que conheciam Luiz Carlos afirmam que elas são muito unidas e não gostariam que elas se separassem.  Quem tiver interesse em adota-las, entre em contato com Alberto Almeida pelo endereço http://on.fb.me/1NuaG35 .

Fonte: http://guiadeniteroi.com/morre-em-niteroi-luiz-carlos-negrine-o-pai-das-cadelinhas-motociclistas/

Por que nossos olhos formam a remela?

A primeira coisa que faço quando acordo de manhã é checar a longa lista de alertas que se acumularam silenciosamente no meu smartphone enquanto eu dormia. A segunda coisa que eu faço é limpar a “meleca” que se acumulou silenciosamente nos cantos dos meus olhos no mesmo período.


Apesar de a remela (ou ramela) ser algo comum a todos nós, sempre me intrigou saber do que ela é feita e por que ela existe. Então, decidi investigar.

Tudo começa com a lágrima – ou mais exatamente com o filme lacrimal que reveste nossos olhos.

Em todos os mamíferos terrestres, essa película contém três camadas e permite que os olhos funcionem bem. A camada mais interna é a de glicocálix, formada principalmente por muco. Ela reveste a córnea e atrai a umidade, o que permite a distribuição uniforme da segunda camada, a aquosa.

Essa segunda camada tem a mesma espessura de um fio de teia de aranha, mas é muito importante, pois é ela que mantém nossos olhos lubrificados e os defende de possíveis infecções.

A camada mais externa é composta de uma substância oleosa chamada “meibo”, formada por lipídeos, como ácidos graxos e colesterol.

Temperatura e relaxamento muscular

O meibo está altamente afinado com o organismo dos mamíferos: a uma temperatura corporal normal, trata-se de um fluido oleoso transparente; com apenas 1ºC a menos, no entanto, ele se torna mais sólido, esbranquiçado e parecido com uma cera.

São dois os principais fatores que fazem grandes blocos desse sólido se formarem durante o sono. Em primeiro lugar, porque o corpo costuma se resfriar ligeiramente durante a noite. Portanto, parte dessa substância se torna fria o suficiente para se tornar sólida.

Em segundo lugar, de acordo com um estudo do oftalmologista Robert G. Linton e seus colegas do Royal Perth Hospital, na Austrália, porque o sono relaxa a ação muscular dos dutos das glândulas meibobianas.

“Isso é suficiente para provocar um excesso que corre pelas pálpebras e raizes dos cílios durante o sono”, afirma o médico.

Não se trata de um problema difícil de resolver: basta lavar bem os olhos para nos livrarmos da remela. Mas por que ela existe?

Para começar, porque ela evita as lágrimas caiam dos olhos constantemente e saiam rolando pelas nossas bochechas, o que seria um enorme incômodo. E, ao reter a lágrima nos olhos, o meibo faz outra coisa: ele ajuda a manter os olhos umedecidos.

Evitando os olhos secos

Essa substância não é o único fator que ajuda a evitar que os olhos se sequem. Piscar também é importante, já que o movimento estimula eficientemente as glândulas meibomianas. Isso faz com que um pouco de meibo extra seja depositado nos olhos para além do fluxo constante da substância.

Piscar também ajuda as lágrimas aquosas e oleosas a se misturarem para formar a emulsão chamada de filme lacrimal. Se alguém passa muito tempo sem piscar, essa emulsão deixa de existir e a córnea pode ficar exposta ao ar.

Na melhor das hipóteses, trata-se de uma situação desconfortável. Mas o mais comum é que a deterioração crônica do filme lacrimal leva a uma doença chamada ceratocunjuntivite sicca ou “síndrome do olho seco”.

O oftalmologista japonês Eiki Goto, da Universidade de Tsurumi, costuma se referir a essa síndrome como um “grande distúrbio de deficiência de lágrimas” que atinge milhões de pessoas em todo o mundo.

Além do ressecamento, o problema acarreta fadiga ocular, olhos vermelhos, irritação e a sensação de que os olhos estão mais pesados do que o normal. Em casos mais graves, o distúrbio pode até debilitar a visão.

Mas, apesar da frustração associada à doença e de seu impacto na qualidade de vida, não se trata de algo considerado pela comunidade médica mundial como um problema grave.

Goto, no entanto, discorda. Usando um sofisticado teste de acuidade visual, ele descobriu que o olho perde sua superfície lisa quando o revestimento fluido seca. Problemas ópticos começam a se tornar mais comuns, porque a luz tende a se disseminar mais em uma superfície áspera, dificultando a formação de uma imagem nítida na retina.

O cientista japonês notou que pacientes com a síndrome dos olhos secos chegavam a piscar o dobro de vezes do que aqueles com lubrificação ocular normal. É possível que isso aconteça porque eles estejam tentando manter sua acuidade visual, inconscientemente.

A importância de piscar

É fácil imaginar que a solução para o distúrbio seria simplesmente piscar o mais frequentemente possível. Mas, infelizmente, nosso mundo atual e suas tarefas – ler, dirigir, usar um celular ou um computador – nos incentivam a manter um olhar constante, sem piscar.

Consequentemente, por reflexo, todos nós reduzimos a frequência com que piscamos durante essas atividades.

E, segundo outro estudo de Goto, a acuidade visual funcional média em pacientes com olhos secos era de 0.3 – muito menos do que os 0.7 necessários para uma pessoa poder dirigir um carro no Japão ou que os 0.5 exigidos nos Estados Unidos.

Portanto, amanhã, quando acordar e começar a limpar seus olhos, lembre-se de quão importante é essa “meleca”.

Artigo publicado : http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/09/150926_vert_fut_remela_ml

VAMOS ALCANÇAR 1 MILHÃO DE COMPARTILHAMENTOS PARA FORTALECER JUIZ SERGIO MORO !

Anvisa acompanha suspensão de certificado europeu de produtos da Silimed

25 de setembro de 2015

A Anvisa iniciou as investigações necessárias a respeito da suspensão temporária do Certificado de Conformidade Europeu (CE) para todos os dispositivos médicos produzidos pela fabricante brasileira Silimed Indústria de Implantes Ltda. A suspensão, recomendada pelo organismo certificador da Alemanha, TÜV Sud, se deu após auditoria realizada na planta fabril da Silimed e que teria identificado falta de conformidade de alguns produtos, caracterizada pela presença de partículas em sua superfície.

A Anvisa ressalta, no entanto, que não existem, até o momento, indícios de que tais produtos ofereçam qualquer tipo de risco para a saúde das pessoas que os receberam em implante. Porém, a agência acompanha de perto os desdobramentos desse processo e manterá os profissionais de saúde e a população em geral informados, efetiva e oportunamente, sobre qualquer alteração no perfil de segurança no uso desses produtos.

Segundo informações preliminares obtidas pela Anvisa, esta suspensão gerou, por parte  das autoridades competentes para dispositivos médicos na Europa - e como medida de precaução -, a recomendação de que esses produtos não sejam implantados até a emissão de novas orientações.

Os dispositivos suspensos e abrangidos pelo certificado do Organismo Certificador da Alemanha são:

- Implantes de silicone para cirurgia plástica: implantes mamários; implantes peitorais; implantes de glúteos; implantes dos gêmeos; implantes para cirurgia da mão; expansores de tecido; implantes faciais; modeladores nasais; e folhas de sustentação para cirurgia mamária.

- Implantes de silicone para cirurgia bariátrica: balões gástricos e bandas gástricas.

- Implantes de silicone para urologia: implantes testiculares; implantes penianos; modeladores vesicais; constritores periuretrais; tubo para hipospádia; e stents vaginais.

- Implantes de silicone para cirurgia geral: blocos e folhas de silicone.

- E dispositivos invasivos de silicone: moldes para implantes de silicone.

A empresa Silimed possui Certificado de Boas Práticas de Fabricação de Produtos Médicos emitido pela Anvisa em 31/03/2014, com validade até 30/03/2016.

No Brasil, os implantes mamários são passíveis de certificação de conformidade no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade (SBAC), conforme RDC Anvisa Nº 16/2012 e Nº 33/2012, e portaria do Inmetro nº 162/2012.

Os implantes mamários fabricados pela Silimed tiveram certificados emitidos pelo Instituto Nacional de Tecnologia, em 18/07/2012, sob os números LSC 12MAM038 F 1430; LSC 12MAM038 F 1432 e LSC 12MAM038 F 143, válidos até 17/07/2017.


Fonts: Portal ANVISA 

26 de set de 2015

Grupo D'OR é avaliada em 20 bilhões de reais

O fundo de private equity Carlyle  pagou 1,75 bilhão de reais para virar sócio com 9 % da Rede D'Or, na primeira grande transação no segmento no país desde que o governo federal permitiu no começo do ano a entrada de capital estrangeiro no setor hospitalar.


Logo em seguida, o fundo de Singapura GIC pagou 3,2 bilhões por 15 % do capital. Ou seja a rede D'OR esta avaliada em 20 bilhoes de reais.


Dr. Ricardo Lahora um exemplo a ser seguido!!!

A função de um professor é transmitir conhecimentos e mostrar os caminhos possíveis, cabendo a cada um seguir o seu caminho.
Alguns apesar de todas as dificuldades que a vida insiste em colocar no seu caminho, nunca se entrega e sempre encontra forças para superar os desafios.
Ricardo Lahora, você é um vencedor, todos os seus esforços começa a dar frutos, o seu talento e capacidade intelectual será respeitado e admirado por todos.
Acho que chegou a hora de você assumir um novo desafio, o de transmitir todos os seus conhecimentos adquiridos com muito estudo, esforço e perseverança 
Parabéns pela brilhante conquista.
Sou seu fã !!!

Prefeito de Niterói vai armar a Guarda Municipal

Ele espera sinal verde da Polícia Federal para comprar armamento para os agentes

AZIZ FILHODANIEL PEREIRA E ROSAYNE MACEDO

Rio - "Uma revolução silenciosa".  É assim que Rodrigo Neves, 39 anos, espera ver sua gestão reconhecida em Niterói. Colocar as contas públicas no azul em meio à crise foi a primeira façanha. O jovem prefeito fala pausadamente, mas, quando começa a enumerar planos e realizações, não para mais. Filho de educadores, o petista espera anunciar em 2016 o regime integral para todas as crianças em idade pré-escolar e a destinação de 28% do orçamento para Educação, três pontos além da exigência constitucional. O tema que tem tirado o sono de Rodrigo é a segurança pública. Ele resolveu dobrar o efetivo da Guarda Municipal e espera sinal verde da Polícia Federal para armá-la. 

O DIA - Como está a saúde financeira de Niterói?

RODRIGO NEVES  - Com medidas de austeridade fiscal, redução de despesas e novos sistemas de informação, aumentei a arrecadação sem aumentar impostos, em 17%. Isso permitiu chegar a janeiro de 2015 e sair do vermelho, do cenário de descontrole e caos que encontramos ao assumir em 2013. Colocamos a prefeitura nos trilhos. Aí veio a crise econômica nacional e estadual, com a redução da atividade do petróleo e a queda no preço do barril. Perdi em média 20% da receita de ICMS, FPM e royalties (em torno de R$ 60 milhões) no primeiro semestre. Apesar disso, vamos fechar o ano com o mesmo orçamento planejado em 2014, de R$ 2,1 bilhões.

E para 2016, o que senhor planeja?

Já reduzi em 10% os salários de prefeito, vice, secretários, presidentes e diretores da administração direta. Reduzi carros oficiais —eu mesmo uso carro popular —e também gastos com energia e telefone. Vamos reduzir contratos de terceirização e renegociar alguns. Vamos tomar medidas que não significam aumento ou criação de novos impostos para a população.
Pode antecipar que medidas serão essas?

Niterói não vai ter nem pedalada fiscal nem orçamento com déficit. Vou encaminhar para a Câmara um orçamento de R$ 2,3 bilhões. Meu orçamento era o quinto do estado e deve chegar a ser o terceiro (só perdendo para Rio e Caxias). Vamos ultrapassar Campos e Macaé.

ROdrigo Neves anuncia regime integral para 100% da pré-escola
Foto: Márcio Mercante / Agência O Dia

E com todo esse equilíbrio nas contas, as promessas de campanha serão cumpridas?

Com muito planejamento e trabalho todos os compromissos assumidos já foram cumpridos ou serão cumpridos até 2016. Na área da educação, por exemplo, apresentei um programa para implantação de 20 novas unidades de educação, já funcionam 18 e ano que vem entrego mais três. Com esses investimentos, Niterói será a primeira cidade do Rio a ter todas as crianças na pré-escola em horário integral. O município tem uma das maiores receitas tributárias próprias do país e estou investindo ano que vem 28% do orçamento em educação, quando a imposição constitucional é de 25%.

E a requalificação do Centro de Niterói, nunca vai sair do papel?

Em função da crise no setor da construção civil e imobiliário no Brasil e dos problemas com as grandes empresas (envolvidas na Operação Lava Jato) que poderiam concorrer em um processo de PPP (parceria público-privada) de mais de R$ 2 bilhões, faremos uma adequação do projeto. Em outubro, mando para a Câmara uma nova proposta. Vamos executar o projeto em etapas. A primeira consumirá R$ 200 milhões e envolverá a Rodovia Amaral Peixoto, Rua da Conceição e Avenida Rio Branco.

A cidade possui altos índices de qualidade de vida, mas também enfrenta problemas de segurança. Tem solução?

Já investimos R$ 60 milhões em segurança. Aumentamos de 290 para 600 o efetivo da Guarda Municipal e dobramos o salário, que hoje é superior ao de um soldado da PM. A prefeitura reformou e reabriu cabines da PM, que passaram a ser ocupadas por guardas conectados a viaturas policiais que atuam naquele perímetro, e construí a Delegacia de Homicídios. Niterói já é a cidade mais vigiada do estado. Investimos no Centro de Informações em Segurança (Cisp) e temos 80 botões de pânico espalhados em vários pontos. Hoje, todas as entradas da cidade possuem sistema que identifica carros com placas roubadas. Até o fim do ano, 80 guardas receberão smartphones também com botões de alerta móvel.

Essas medidas são suficentes?

Estamos fazendo muito mais do que seria esperado. Mas ainda tenho insatisfação, apesar de os índices criminais serem menores. Mês que vem assino protocolo com a Polícia Federal para que a Guarda possa usar armamento de fogo (no estado, apenas Volta Redonda e Barra Mansa têm guardas armadas). A primeira turma será formada no segundo semestre de 2016. Da mesma forma como dobrei o efetivo da Guarda, espero que Pezão e Beltrame dobrem o efetivo da PM (mais 200 homens).

Como vai atuar a Guarda armada em Niterói?

Vai atuar só no asfalto. Nunca vai substituir a PM no enfrentamento da criminalidade, do tráfico de drogas, nem vai substituir a função da Polícia Civil nas investigações do crime organizado. Vamos implantar corregedoria, estatuto da Guarda e um programa de acompanhamento psicológico e treinamento. Entrego ano que vem a Cidade da Ordem Pública, com centro de formação e academia de esporte, para preparar o efetivo.