16 de jul de 2015

Mais uma vergonha Nacional.


Procon flagra funcionários alterando a data de validade de produtos em supermercado
Funcionários do Extra foram flagrados trocando datas de validade de itens.
O Procon Estadual do Rio de Janeiro e a Delegacia do Consumidor (Decon) realizam uma operação para fiscalizarem supermercados nesta quarta-feira e prenderam os gerentes de duas filiais do Extra em Niterói, na Região Metropolitana. A equipe flagrou funcionários do supermercado alterando a data de validade de produtos já vencidos na unidade localizada na Rua Visconde do Rio Branco, no Centro de Niterói. No total, a fiscalização descartou duas toneladas, 248 kg e 672g de alimentos impróprios ao consumo nessas duas unidades.
De acordo com o órgão de defesa do consumidor, a equipe chegou quando empregados reembalavam produtos vencidos e colocavam novas etiquetas, que apresentavam prazo de validade maior.
Já no supermercado Exta localizado na Rua Desidério de Olivera, também no Centro de Niterói, mais de 100kg de alimentos impróprios para o consumo foram descartados. O armazenamento dos produtos era feito de forma diferente da estipulada pelo fornecedor, o que prejudica a conservação. O gerente foi levado preso para a Decon e o padeiro foi encaminhado como testemunha.
De acordo com informações do órgão de defesa do consumidor, os estabelecimentos vistoriados foram alvos de denúncias, e a fiscalização deverá prosseguir até o fim desta tarde. O Procon também fiscalizou as filiais do Extra localizadas na Rua do Riachuelo, 208, no Centro e na Rua Barata Ribeiro, 189, em Copacabana, mas não encontrou irregularidades.
Procurado, o Extra afirmou, em nota, que "trabalha de acordo com as orientações dos órgãos reguladores e tem rigoroso procedimento para garantir a qualidade de seus produtos". A empresa ressaltou que os itens mencionados pelos fiscais foram imediatamente descartados e todas as questões apontadas pelo órgão, sanadas.
Com relação às etiquetas, a rede esclareceu "que apenas os preços estavam sendo trocados, em função de uma promoção, mantendo a data de validade original". A rede afirmou também que "reorientou seus colaboradores com relação ao padrão de qualidade exigido pela companhia" e destacou que as lojas funcionam normalmente.
CONFIRA O BALANÇO DA OPERAÇÃO:
1 - Rua Desidéria de Oliveira S/N – Niterói: Produtos vencidos: 32 caixas de chocolate de 300g, uma caixa de chocolate de 162g, 48 unidades de chocolate em barra, 4 kg de chocolate. Produtos encontrados na área de preparação da padaria, com data de validade expirada: 1kg e 500g de queijo muçarela sadia, 100g de copa de lombo defumado, 100g de peito de frango, 300g de presunto seara, 3kg e 300g de queijo muçarela, 2kg e 500g de panettone de frutas (estes produtos seriam manipulados para ser vendido como torrada). Sem especificação: 500g de massa de pastel, 350g de queijo muçarela fatiada. Produtos descongelados encontrados em câmara frigorífica: 26 kg de steak de frango; 5kg e 500g de empada; 4kg e 500g de pastel de forno; 26kg e100g de salgados; 33 kg de bolinha de queijo; 25 kg de empanada de frango. O fornecedor informava que os produtos deveriam estar armazenados em temperatura a -12°C, no entanto, os produtos eram armazenados em temperatura a -15°C, contrariando informação do fornecedor e deixando desta forma os produtos impróprios para consumo. O gerente foi preso e o padeiro foi encaminhado para a delegacia como testemunha.

2 - Rua Visconde do Rio Branco, 381, Centro – Niterói: Produtos na área de manipulação e embalagem com indício de que seriam reembalados. Os fiscais viram o funcionário embalando carnes com aparência esverdeada e ao lado carnes ainda embaladas em bandejas. Várias embalagens com pizzas vencidas com data de hoje e ao lado outras já com etiquetas com vencimento para o dia seguinte e ainda algumas etiquetas com datas de hoje arrancadas das bandejas. O mesmo foi observado com salgados. Demonstrando que a área era de manipulação de datas e etiquetas dos seguintes produtos: 13kg e 500g de salgados e embutidos vencidos entre 10/07/15 e 13/07/15: 3kg e 200g de pizza; 3kg e 100g carne bovina; 72kg de salgados e embutidos impróprios. Produtos vencidos encontrados na área de vendas: 1kg e 100g camarão; 4kg de cortes suínos, 700g de lombo suíno. Produtos impróprios por acondicionamento inadequado: 3960 unidades (500g cada) Margarina, 17kg e 500g de camarão encontrados na câmara fria vencidos. Problema na indicação de preço de produtos na gôndola (produto exposto na corresponde à etiqueta do preço). Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado corpo de bombeiros. Prazo de 48h para apresentação do documento na sede do Procon Estadual. O gerente foi preso.

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/economia/procon-flagra-funcionarios-alterando-data-de-validade-de-produtos-em-supermercado-de-niteroi-16771058.html#ixzz3g0tzBF9T

Nenhum comentário:

Postar um comentário