15 de jul de 2015

Entenda melhor os Tipos de Vacinas.

TIPOS DE VACINAS

 

As vacinas são produtos capazes de induzir imunização ativa, que consiste em estimular o organismo a desenvolver anticorpos, através do uso de antígenos. Esses antígenos podem ser moléculas, bactérias, vírus ou mesmo outras células, que vão interagir com os linfócitos (células de defesa do organismo) para produzir uma resposta imunizante a um agente causador de doenças.

 

As vacinas podem ser formadas por diversos tipos de antígenos: vírus vivos e bactérias atenuadas vivas, vírus mortos e bactérias inativas mortas, toxoides ou componentes de estrutura viral ou bacteriana. Veja abaixo:

 

 

  • VACINA ATENUADA

É composta por bactérias ou vírus ainda vivos, mas que, por cultivo em condições adversas, perderam sua capacidade de produzir a doença. Ainda assim, podem se replicar e produzir imunidade. A função da replicação é causar estímulo forte e prolongado no sistema imune, parecida com a resposta formada após uma infecção natural. 

 

Em geral, esse tipo de vacina é efetivo com apenas uma dose e oferece proteção longa. São exemplos de vacinas atenuadas virais as vacinas contra: sarampo, caxumba, rubéola, varicela, febre amarela, rotavírus e poliomielite (oral). Conhecidas como atenuadas bacterianas, as vacinas contra BCG e contra a febre tifóide (oral).

 

 

  • VACINA INATIVADA

 

É composta por vírus ou bactérias mortos inativados por processos químicos ou físicos, após replicações em meios específicos. Esse tipo de vacina costuma provocar imunidade humoral, quando os linfócitos B reagem contra essas bactérias ou vírus, produzindo e expelindo anticorpos. Comparada a intensidade e duração das respostas obtidas com vacinas atenuadas, este tipo fica em desvantagem, por isso, são necessárias várias doses de reforço para garantir a cobertura vacinal.

 

Alguns exemplos das inativadas virais são as vacinas contra: poliomielite (parenteral), hepatite A, hepatite B, raiva, influenza, papilomavírus. E conhecidas como inativadas bacterianas, as vacinas contra coqueluche, tétano, difteria, febre tifóide (parental) e cólera.

 

 

  • VACINA COMBINADA

 

Estruturada por antígenos de diversos agentes infecciosos na mesma apresentação, este tipo de vacina é aplicado em uma mesma administração. A SCR (vacina contra sarampo, caxumba e rubéola) é um dos exemplos, ao mesmo tempo que a vacina DTP, que protege contra difteria, tétano e coqueluche.

 

 

DIFERENÇAS ENTRE ELAS

 

Uma das diferenças observadas entre as vacinas atenuadas e inativadas diz respeito à velocidade nas respostas imunológicas. Enquanto as vacinas compostas por bactérias e vírus ainda vivos podem ser eficazes apenas com uma dose, as vacinas formadas por vírus ou bactérias mortas precisam de doses de reforço para garantir uma concentração adequada de anticorpos.


Fonte: http://novvaimune.com.br/vacinas.php


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário