29 de mai de 2017

Anvisa aprova uso do Truvada na prevenção do HIV

A Anvisa aprovou uma nova indicação para a bula do Truvada.  Com isso, o medicamento poderá ser indicado, também, nos casos de pré-exposição (PrEP) ao vírus HIV-1.  A nova indicação possibilitará a redução do risco de infecção provocada pelo vírus quando adquirido sexualmente em adultos de alto risco – homens que fazem sexo com homens (HSH) –  e casais sorodiscordantes (em que apenas um possui o vírus). A nova indicação deverá ser publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (29/5).

A Agência também publicará a alteração do registro, para que o produto possa ser usado como PrEP. Hoje, o registro é apenas para o tratamento da doença, por isso será necessária a mudança para uso em prevenção.
O Truvada é uma combinação farmacológica de duas substâncias ativas: entricitabina (FTC) e fumarato de tenofovir desoproxila (TDF). A nova indicação prevê a administração do medicamento diariamente, em combinação com práticas sexuais mais seguras.
A prescrição do Truvada para a PrEP faz parte de uma estratégia abrangente de prevenção, já que, de acordo com estudos de eficácia do medicamento para esta nova indicação, nem sempre é efetivo prevenir a infecção por HIV-1 somente com a administração do medicamento.
De acordo com a nova bula, a estratégia inclui:  
- Seguir rigorosamente o esquema posológico de administração de Truvada (um comprimido uma vez ao dia por via oral, pelo tempo em que o adulto permanecer sob risco de exposição à infecção por HIV-1), administrando o medicamento independente da exposição ao risco de infecção, uma vez que os ensaios clínicos de eficácia do medicamento mostraram que o efeito protetor do medicamento está fortemente relacionado com a adesão ao uso contínuo e níveis detectáveis de Truvada no sangue;
- Aconselhar os indivíduos não infectados, em tratamento para reduzir o risco de infecção por HIV-1, sobre práticas sexuais mais seguras que incluam uso consistente e correto de preservativos, conhecimento da sua situação sobre o HIV-1 e a do parceiro.
- Realizar testes regularmente para outras infecções transmissíveis sexualmente que possam facilitar a transmissão do HIV-1, como sífilis e gonorreia;
- Informar os indivíduos não infectados em tratamento para reduzir o risco de infecção por HIV-1 sobre, e apoiar seus esforços na redução do comportamento sexual de risco.
Outro fato importante sobre o uso de Truvada é que ele deve ser administrado, no caso da estratégia de PrEP, somente em indivíduos que sejam comprovadamente HIV-1 negativos. Isto se deve ao dado de que Truvada isoladamente pode gerar o aparecimento de substituições de resistência ao vírus caso ele seja administrado em indivíduos com infecção não detectada por HIV-1, pois o Truvada administrado isoladamente não constitui um regime completo para o tratamento.
fonte: http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/truvada-podera-ser-usado-na-prevencao-do-hiv/219201?p_p_auth=UEIQ5tu9&inheritRedirect=false&redirect=http%3A%2F%2Fportal.anvisa.gov.br%2Fnoticias%3Fp_p_auth%3DUEIQ5tu9%26p_p_id%3D101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3D_118_INSTANCE_dKu0997DQuKh__column-2%26p_p_col_count%3D2

24 de mai de 2017

O site Farmacêutico em Foco, veicula artigos científicos e diversos conteúdos de interesse dos farmacêuticos

O site Farmacêutico em Foco veicula artigos científicos e diversos conteúdos de interesse dos farmacêuticos, tais como: medicamentos, antibióticos, informações sobre anestesia, cardiologia, quimioterapia, contaminação e infecção hospitalar, biossegurança, acreditação hospitalar, erro de medicação, gerenciamento de risco, entre outros, visando auxiliar o farmacêutico em suas atividades e rotinas, assim como favorecer a segurança do paciente Também existem conteúdos sobre cursos relacionados à saúde promovidos pela área, inclusive webmeetings.
O presente site contém propaganda ou publicidade de medicamentos vendidos sob prescrição, acessível única e exclusivamente por profissionais habilitados a prescrever ou dispensar medicamentos, através de login e senha individuais e intransferíveis cadastrados eletronicamente.

Professor José Roberto lannes Abib, recomenda a todos os farmacêuticos a realizarem o seu cadastro gratuito através do link http://www.farmaceuticoemfoco.com.br/TermoLogin.aspx

ANVISA atende a solicitação do fabricante e suspende os seguintes produtos: Colírio Neo Brasil, Gastrol TC e Bisuisan

Atualização das suspensões atinge lotes dos medicamentos Colírio Neo Brasil, Gastrol TC e Bisuisan, pó oral e granulado.

Publicado: 22/05/2017 17:19
Última Modificação: 22/05/2017 17:27

A Anvisa suspendeu nesta segunda-feira (22/5) dois medicamentos da empresa Brainfarma Indústria Química e um da Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamento. Ao todo são 52 lotes suspensos por causa de uma avaliação da própria Brainfarma que identificou um desvio de qualidade em uma inspeção para investigar as boas práticas do seu laboratório de controle de qualidade.
Os produtos interditados da Cosmed também são fabricados pela Brainfarma, ou seja, embora a Cosmed seja a proprietária e responsável pelos medicamentos, a linha de produção utilizada é a da Brainfarma.
A ação é uma atualização da interdição anterior que a Anvisa havia feito. Por isso, a Resolução desta segunda-feira anulou as duas interdições publicadas no último dia  3 de maio. A medida inclui cinco lotes do medicamento Bisuisan, na forma de pó oral e de granulado simples. Esses dois estão registrados pela empresa Cosmed, sendo fabricados pela Brainfarma.

Os produtos interditados são

  • Colírio Neo Brasil, solução oftálmica 20ml – 38 lotes
  • Gastrol TC, suspensão oral – 9 lotes
  • Bisuisan, pó oral – 4 lotes
  • Bisuisan, granulado simples – 1 lote

Confira todos os lotes interditados

Brainfarma
MedicamentoLotes
COLÍRIO NEO BRASIL / SOLUÇÃO OFTÁLMICA 20MLB16M2081B16M0741
B16M0743B16M0742
B17C0336B17C0335
B17A0498B17C0337
B17A0499B17C1454
B17A0500B17C1455
B17A0501B17C1456
B17A0502B17C1457
B17B1359B17C1458
B17B1360B17C1459
B17B1361B17C1460
B17B1362B17C1461
B17B1363B17D0894
B17B1364B17D0895
B17B1365B17B1370
B17B1366B17B1371
B17B1367B17C0332
B17B1368B17C0333
B17B1369B17C0334
GASTROL TC / SUSPENSÃO ORALB16A1072B16D0965
B17B2351B17B2352
B17B2353B17B2350
B17B2349B16D1406
B17A0656-
COSMED INDÚSTRIA DE COSMETICOS E MEDICAMENTOS S.A
MEDICAMENTOLOTES
BISUISAN / PÓ ORALB17A0566B17B0004
B17C1075B16L0494
BISUISAN / GRANULADO SIMPLESB16K1190
Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter (@anvisa_oficial)!
Encontrou algum problema nesta notícia? Mande um e-mail para noticias@anvisa.gov.br

10 de mai de 2017

Prof. José Roberto Lannes Abib, reconhece que o 9°RIOPHARMA dentro da Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO e fruto do reconhecimento por parte do Conselho e do mercado de trabalho do alto nível dos profissionais formados em anos pela Universidade.

9° Congresso RioPharma será na Unigranrio na Baixada Fluminense

Resultado de imagem para logo unigranrio
Pela primeira vez, o maior congresso de farmácia do estado ocorre em Duque de Caxias, grande polo de formação de farmacêuticos.

Nos próximos dias 20, 21 e 22 de setembro, a nona edição do Congresso RioPharma, maior congresso farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro acontece na baixada fluminense. A região foi escolhida por ser um grande polo de formação de farmacêuticos, a Unigranrio.

Além do pré-congresso, no qual estudantes poderão fazer cursos gratuitamente, serão dois dias de palestras com os maiores especialistas de farmácia do Brasil e importantes nomes de âmbito internacional. Os farmacêuticos inscritos no congresso também terão livre acesso aos cursos neste dia.

De acordo com o Presidente do CRF-RJ, Dr. Marcus Athila, é muito importante que o 9° Congresso RioPharma aconteça na baixada fluminense: ?Um dos maiores polos de formação de farmacêuticos está concentrado na baixada fluminense. Portanto, é importantíssimo que o CRF-RJ consiga realizar um congresso como este nessa região. Fazer isso é aproximar os maiores nomes da farmácia no país daqueles que vão representar a nossa profissão no futuro?, afirmou.

Além disso, ainda segundo o Presidente, o 9°Congresso RioPharma busca mais do que oferecer conhecimento de ponta à classe farmacêutica, mas construir nas próximas gerações de farmacêuticos um novo olhar sobre o futuro da profissão: ?Acreditamos que esse congresso vem estimular o estudante na prática da clínica e nós, do CRF-RJ, cremos muito na farmácia clínica como futuro da atividade farmacêutica. Com o farmacêutico exercendo plenamente suas atribuições dentro do exercício clínico, a classe poderá buscar muito mais do que um piso salarial maior. Por isso, além desta edição ter preços mais acessíveis, destinamos um dia para os estudantes realizarem cursos de maneira gratuita?, completou.

Em entrevista à Revista RioPharma, o Coordenador Científico do Conselho Federal de Farmácia, José Luis Miranda Maldonado fala das oportunidades criadas por um congresso sediado na baixada fluminense frente ao novo horizonte da profissão farmacêutica no país: ?Normalmente, os congressos são sediados nas capitais. Realizar o 9° Congresso RioPharma fora da cidade do Rio de Janeiro dá a muitos outros farmacêuticos de outras regiões a oportunidade de participação. Eliminar essa ideia de restringir grandes eventos farmacêuticos como este às capitais deve ser uma tendência ?, comenta.

Sobre o panorama atual da profissão, que tem como um dos protagonistas a farmácia clínica, tema que será bastante abordado no congresso, o Coordenador fala sobre o reflexo dessa mudança de contexto na produção científica, no mercado de trabalho e na sociedade: ?Quando o foco da farmácia muda, as possibilidades científicas também mudam. Por isso, os congressos, que carregam em seu bojo produção científica em grandes quantidades são tão importantes, porque a atividade farmacêutica atual está tomando um outro rumo. Rumo este que será refletido na atividade científica. Nós, farmacêuticos, tivemos o ?atrevimento? de pensar clinicamente. Com os olhos voltados para o paciente, destinatário final de todo o trabalho em saúde, o farmacêutico passa a ser um agente de saúde, um ator social. Esse olhar sobre a farmácia ilumina a necessidade de inclusão do farmacêutico nas políticas de saúde voltadas para a família e comunidade. Seria atrevimento dizer que a única atividade do farmacêutico deveria ser a farmácia clínica, porque sabemos que 86% dos locais de trabalho da classe são as farmácias. No entanto, este é o caminho principal para a nossa atividade. Isto porque a relação dos pacientes com os médicos está no bojo da autoridade ? ou seja ? o relacionamento entre eles é hierárquico, no sentido de que o paciente deve obedecer ao que o médico determina. De outro lado, nós, farmacêuticos, temos relação horizontal com os pacientes, de igual para igual, o que nos torna muito mais acessíveis e eficazes no que tange à adesão ao tratamento que ? no nosso caso ? passa a ser absoluta, que é o que buscamos?.

Nesta edição, temos ainda mais uma novidade: os artigos selecionados para apresentação serão publicados na Revista Brasileira de Farmácia, periódico científico, de publicação quadrimestral a cuja missão é divulgar resultados de pesquisas relevantes em Farmácia e áreas afins. Esse periódico é mantido e editado pela Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF) , instituição sem fins lucrativos, de caráter científico e educacional que apoia o 9° Congresso RioPharma.

Atualmente, a RBF está indexada no SECS (Seriados em Ciências da Saúde - BIREME) e no Latindex (Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal) e está avaliada pela CAPES (2009) como Qualis B5 na área de Farmácia.

Com o objetivo de estimular a produção de conhecimento científico, os trabalhos que ficarem nas três melhores colocações serão premiados em dinheiro, da seguinte forma: R$ 7 mil para o primeiro lugar, R$ 5 mil para o segundo e R$ 3 mil para o terceiro. Na última edição do RioPharma, 396 trabalhos foram aprovados e os seis primeiros foram premiados.

Segundo o Diretor do CRF-RJ Prof. José Roberto Lannes Abib, reconhece que o  9°RIOPHARMA dentro da Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO e fruto do reconhecimento por parte do Conselho e do mercado de trabalho do alto nível dos profissionais formados em anos pela  Universidade.
.
A próxima edição do RioPharma segue a tradição de ser o maior congresso de farmácia do estado do Rio de Janeiro. Sem dúvida, esse legado exige muito trabalho da parte dos organizadores, que precisam deixar tudo pronto para que o evento supere todas as expectativas. De acordo com a Dra. Talita Barbosa, Coordenadora da Comissão Organizadora do Congresso, o trabalho dedicado dos organizadores foi imprescindível para que o evento fosse produzido e planejado de maneira diferenciada: ?Sabemos bem que todo evento de sucesso conta com uma equipe qualificada e empenhada nos bastidores. Isso, posso dizer que nós temos. O 9° Congresso RioPharma tem tudo para ser a melhor oportunidade de levar o melhor do conhecimento farmacêutico a tantos profissionais e estudantes com a maior eficiência?, disse.

O 9° Congresso RioPharma acontecerá na Faculdade Unigranrio e no Shopping Unigranrio, localizados na Rua Professor José de Souza Herdy, 1160 e 1216 - Jardim Vinte e Cinco de Agosto, em Duque de Caxias ? RJ.

Inscreva-se e não perca a oportunidade de participar do maior evento científico da nossa profissão no estado.