26 de out de 2015

Processo seletivo acadêmico bolsista 2016 prefeitura do Rio de Janeiro

A Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro está com processo seletivo para para estudantes de nível superior.

Curso de Prescrição farmacêutica de drogas vegetais e medicamentos fitoterápicos em Campos dos Goytacazes





Objetivo:
  1. Atualizar o profissional farmacêutico na legislação sobre drogas vegetais e medicamentos fitoterápicos.
  2. Apresentar ao farmacêutico as principais classes de medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais por sistema de atuação.
  3. Discutir a farmacologia e toxicologia dos principais grupos de ativos vegetais.
  4. Auxiliar o farmacêutico na prescrição farmacêutica de drogas vegetais e medicamentos fitoterápicos.
Metodologia:
O curso será desenvolvido através de aula teórica, com duração de 8 horas (um sábado).

Conteúdo Programático:
Unidade 1 – Caracterização e legislação de drogas vegetais e medicamentos fitoterápicos.
· Caracterização de planta medicinal, droga vegetal, derivado de droga vegetal, matéria prima vegetal e medicamento fitoterápico.
· Legislação atual de drogas vegetais RDC 010/10 (notificação de drogas vegetais) e RDC 026/14 (registro de medicamentos fitoterápicos).
Unidade 2 – Farmacologia e toxicologia de drogas vegetais e medicamentos fitoterápicos.
· Medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais que atuam no sistema nervoso central (ansiolíticos e antidepressivos); medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais que atuam no sistema cardiovascular (antihipertensivos, arteriosclerose e insuficiência venosa crônica).
· Medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais que atuam no sistema respiratório (expectorantes).
· Medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais que atuam no sistema digestório (tratamento da gastrite, diarréia, constipação e doenças do fígado); medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais que atuam no sistema urinário (tratamento de infecções urinárias).
· Medicamentos fitoterápicos e drogas vegetais que atuam na dor e em processos inflamatórios.

Ministrante: Dr. Eduardo Nunes da Fonseca
Possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999) e mestrado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004). Atualmente é professor auxiliar da Universidade Estácio de Sá e farmacêutico atuando em pesquisa no departamento de Biologia Vegetal da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Química de Produtos Naturais e Farmacologia.

Dia da aula: 7 de novembro de 2015 (sábado)
Horário: 8h30 às 17h30
Local da aula: Faculdade de Medicina de Campos - Avenida Alberto Torres, 217 - Centro Campos dos Goytacazes/RJ


Requisito para inscrição: ser Farmacêutico regularmente inscrito no CRF-RJ.
Atenção!
Vagas Limitadas- As inscrições solicitadas serão confirmadas respeitando a ordem de recebimento das solicitações e o número de vagas disponíveis. As inscrições via e-mail encerrarão conforme disponibilidade de vagas.
Ausências não justificadas- Perde-se o direito de participar de outros cursos gratuitos oferecidos pelo CRF-RJ no ano de 2015.
Certificado -Será emitido digitalmente e enviado via e-mail para os Farmacêuticos que participarem integralmente do curso. O certificado será enviado em até 10 dias após o curso.

fonte: http://crf-rj.org.br/qualipharma/1429-curso-de-prescricao-farmaceutica-de-drogas-vegetais-e-medicamentos-fitoterapicos-em-campos-dos-goytacazes.html

Niterói apresenta ao BID projeto de VLT






vlt
23/10/2015 
- A Prefeitura de Niterói apresentou nesta quinta-feira (22.10), em Washington (EUA), ao presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, e ao vice-presidente da entidade, Alexandre Meira da Rosa, a proposta de financiamento para a implantação do projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ligando Charitas ao Centro da cidade. No mesmo projeto, estão previstas obras de infraestrutura e urbanização do Morro do Estado e macrodrenagem do Rio Icaraí, nas proximidades do estádio Caio Martins,  entre outras melhorias em diversas áreas da cidade.


No encontro, o prefeito da cidade evidenciou a saúde financeira de Niterói como fator preponderante para a concessão do financiamento, uma vez que a cidade, mesmo num cenário de crise nacional e estadual, vem realizando seus investimentos em diversas áreas, cumprindo metas fiscais e aumentando, inclusive, sua arrecadação.

“O encontro superou nossas expectativas, pois mostrou a confiança que uma instituição tão importante no cenário mundial deposita em Niterói, além de reconhecer o trabalho que nós desenvolvemos na cidade desde 2013. Hoje demos o primeiro passo para um novo acordo que permitirá mais investimentos capazes de transformar nossa cidade, proporcionando melhores condições de vida, infraestrutura e mobilidade para os niteroienses”, afirmou Neves.
Resultado de imagem para vltMoreno mostrou-se favorável à iniciativa e determinou agilidade das equipes técnicas do BID ao pedido da prefeitura assim que ele for formalizado, o que deverá ocorrer até o fim do ano.

“Nós já temos um projeto em andamento em Niterói, negociado em 2013,  e que está caminhando muito bem, com a cidade cumprindo suas metas dentro dos prazos estabelecidos. É importante premiar aqueles que cumprem essas metas, pois, além de reconhecer o esforço do município, sinaliza para os demais essa necessidade”, disse Moreno.

O vice-presidente do BID também ressaltou a situação das finanças do município como outra vantagem:

“Niterói tem hoje uma situação fiscal privilegiada no contexto  nacional brasileiro. Atualmente há muitos municípios enfrentando dificuldades e Niterói tem grande capacidade de cumprir suas obrigações, como tem feito em relação ao primeiro financiamento”.

O secretário de Fazenda, Cesar Barbiero, confirmou as afirmações de Alexandre Rosa:

“O grande mérito da atual gestão de Niterói foi que desde o início implementou um forte ajuste fiscal com vistas a reduzir o custeio e ampliar a arrecadação, o que  nos permitiu gerar sucessivos superávits desde então,  além de reduzir drasticamente a dívida fiscal líquida. Por esse conjunto de medidas hoje temos uma capacidade de endividamento da ordem de 100% da nossa receita corrente líquida e desde já estamos  promovendo  um plano de incremento de arrecadação para os próximos 20 anos que garantirá a solidez fiscal quando começarmos a amortizar os financiamentos até agora agora contraídos. ”
Resultado de imagem para vlt

O projeto do VLT é a segunda etapa do Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social de Niterói (PRODUIS) e prevê uma linha de 11 quilômetros ligando a estação de Charitas ao Centro e conectado ao BHLS da TransOceânica, tornando a cidade a primeira no país a ter este tipo de integração. O PRODUIS II prevê investimentos da ordem de aproximadamente R$ 540 milhões não apenas no VLT, mas também em infraestrutura urbana e social.

Após a formalização da carta-consulta, que será encaminhada até o fim do ano para o banco e para a Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento,  a prefeitura deverá vencer várias etapas nos próximos 18 meses para obtenção do financiamento, conforme ocorreu no programa PRODUIS 1 e na TransOceânica.

A fase I do projeto já vem sendo executada e beneficiando regiões como Caramujo, Fonseca, alem da implantação do cadastro  multifinalitário e levantamento aerofotográfico da cidade, além da ampliação das ações do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) e a implantação do Centro de Controle e Operação da Nittrans. Na próxima semana será publicado edital de contratação das obras para implantação do CCO e para as obras de infraestrutura da comunidade São José, atingida pela tragédia das chuvas de 2010.

fonte: http://www.niteroi.rj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3464:2015-10-23-17-55-04

25 de out de 2015

Atenção Farmacêuticos às eleições estão chegando, tire as suas dúvidas!

Atenção farmacêuticos!

Data: 23/10/2015

A eleição da diretoria dos Conselhos Regionais de Farmácia está se aproximando: ocorrerá de 12h do dia 09 de novembro às 12h do dia 11 de novembro, de forma totalmente on-line. Em alguns Regionais, o pleito também irá eleger conselheiros regionais e federal de farmácia. Para sanar qualquer dúvida sobre o processo, os eleitores podem acessar o site www.votafarmaceutico.org.br e clicar no ícone “Fale Conosco”, no rodapé da página. Outra opção de atendimento é pelo telefone (61) 3799-2619

Fonte: texto extraído integralmente do site do CFF: http://www.cff.org.br/noticia.php?id=3244


23 de out de 2015

Médico pedófilo usava 'caneta espiã' em abusos de crianças doentes

Um médico pedófilo foi capaz de abusar de jovens com câncer na Grã-Bretanha sem que sinais de seus crimes fossem detectados por autoridades, apontou uma investigação.

Myles Bradbury, de 42 anos, foi condenado a 16 anos de prisão após admitir ter molestado 18 vítimas no hospital Addenbrooke's, em Cambridge, onde trabalhou por cinco anos.

Ele usava uma "caneta espiã" para fotografar secretamente pacientes seminus e realizava "exames íntimos e criminosos", segundo o relatório.

A equipe notou que o pediatra especializado em câncer fazia vários atendimentos fora de hora e a domicílio, mas pensou que fazia isso para ajudá-los. O hospital estipulava que estes exames deveriam ser acompanhados, mas esta regra era geralmente ignorada.

Uma médica confrontou Bradbury ao perceber que ele fazia uma visita desacompanhado, mas ele disse que cumpria um pedido do paciente.

Ele disse a familiares que era "essencial para ele ver as crianças sozinho" e que eles deveriam confiar em médicos, segundo a investigação.

Bradbury foi preso em dezembro de 2013 e admitiu 25 crimes entre 2009 e 2013, incluindo assédio sexual e posse de mais de 16 mil imagens indecentes. Mas o relatório apontou que houve vários indícios de crimes anteriores a esse período.

O médico telefonava de seu número pessoal para marcar consultas. Ele atendia algumas crianças mais que o necessário, não registrava vários encontros, segundo o relatório da Verita, consultoria especializada em investigações no setor público, encomendado pelo Addenbrooke's.

O documento também revelou que:

  • Uma enfermeira disse acreditar que Bradbury "se flexionava para frente e para trás" ao se preparar para ver pacientes fora do horário
  • Ele viajou com a mãe de um de seus pacientes. Quando um consultor o confrontou, ele concordou que não poderia mais ser médico do garoto
  • Bradbury usou exames de puberdade excessivos como desculpa para assediar pacientes, muitas vezes em frente aos pais
  • Uma mãe viu o médico colocar suas mãos dentro da roupa da filha para apalpar seus seios sem alertá-la, mas não questionou o profissionalismo dele
  • A fundação que mantém o hospital foi elogiada por agir após uma reclamação ter sido feita em novembro de 2013. Uma mulher disse que o médico pediu ao seu neto de 13 anos, que estava em remissão de leucemia, que ficasse nu e tocasse seus próprios órgãos genitais.

    Ela telefonou ao setor de pediatria e fez a reclamação ao recepcionista. Bradbury foi, então, suspenso e só voltou ao hospital para entrevistas formais.

    O hospital acionou a polícia local, que duas semanas antes havia sido alertada para uma investigação da polícia canadense sobre uma compra feita por Bradbury de um vídeo online de crianças nuas.

    Os autores da investigação, Lucy Scott-Moncrieff e Barry Morris, entrevistaram Bradbury na prisão. Ele disse a eles que "sabia que o que fazia era errado" e que se "arrependia muito".

    Bradbury disse que "não queria se desculpar por suas ações" e que falaria para reduzir o risco de outras crianças serem assediadas no futuro.

    Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/10/151023_pedofilia_hb

Portaria do Ministério da Saúde proíbe mamografia para pacientes fora da faixa etária 50 a 69 anos

Lamentavelmente o Governo Federal através de Ministério da Saúde, publicou à portaria n° 61 de 1º de outubro de 2015, abrindo a comemoração do outubro rosa, tornando público a proibição de mamografia para pacientes fora da faixa etária 50 a 69 anos, demonstrando claramente o desrespeito total as mulheres brasileiras, assim como desrespeitando a autonomia da avaliação clínica por parte do profissional Médico no Brasil.

21 de out de 2015

Novos medicamentos para hepatite C começam a ser distribuídos em novembro





A partir do início de novembro, dois novos medicamentos para hepatite C – sofosbuvir e daclatasvir – começam a ser distribuídos na rede pública de saúde. De acordo com o Ministério da Saúde, a nova terapia aumenta as chances de cura e diminui o tempo de tratamento da doença.
Resultado de imagem para medicamentos sofosbuvir e daclatasvir
Ainda segundo a pasta, os dois medicamentos atendem cerca de 80% dos pacientes que farão uso da nova terapia, composta também pelo simeprevir, com distribuição prevista para dezembro.
Os remédios vão beneficiar pacientes que não podiam receber os tratamentos oferecidos anteriormente – entre eles, pessoas com HIV, cirrose descompensada, em situação de pré e pós transplante e pacientes com má resposta à terapia com interferon. Ao todo, 30 mil pessoas serão beneficiadas no período de um ano.
O ministro da Saúde, Marcelo Castro, avaliou a disponibilização dos medicamentos como um momento singular na história da saúde pública brasileira e equiparável ao início da distribuição de medicamentos antirretrovirais no país. Ele lembrou que a hepatite C acomete atualmente cerca de 1,4 milhão de brasileiros.
"Temos agora drogas revolucionárias e inovadoras, que colocam o Brasil numa posição de vanguarda no tratamento", disse. "Podemos dizer, com segurança, que nenhum brasileiro que preencha o protocolo preconizado pela Organização Mundial da Saúde deixará de receber seu tratamento", completou.
O secretário de Vigilância em Saúde, Antônio Carlos Nardi, disse que o novo protocolo de tratamento para hepatite C foi anunciado em julho deste ano. Segundo ele, as doses já chegaram ao almoxarifado do ministério e começam a ser distribuídas ainda hoje.
Resultado de imagem para medicamento daclatasvir
"Posteriormente, serão encaminhadas a todos os 25 estados da federação" disse, ao descartar que a chegada aos municípios vai depender da redistribuição por parte das secretarias estaduais de saúde.
O investimento total para a oferecer os três medicamentos no Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com o ministério, é de quase R$ 1 bilhão. O custo por tratamento é de cerca de US$ 9 mil.
O tratamento para hepatite C oferecido na rede pública desde 2012  é composto por dois esquemas terapêuticos – as terapias dupla e tripla com o interferon peguilado – e têm duração de 48 semanas.
Dados da pasta mostram que, nos últimos 13 anos, foram confirmados 120 mil casos de hepatite C no Brasil e realizados mais de 100 mil tratamentos. Atualmente, 10 mil casos são notificados todos os anos no país.
A estimativa é que a doença seja responsável por 350 a 700 mil mortes ao ano em todo o mundo, sendo 3 mil delas no Brasil.
Ainda de acordo com o ministério, a hepatite C é uma doença de poucos sintomas. As causas mais comuns de infecção na década de 80 eram as transfusões de sangue e as infecções hospitalar, mas a contaminação também pode acontecer por meio do compartilhamento de objetos de uso pessoal e para uso de drogas.
fonte:http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2015/10/20/novos-medicamentos-para-hepatite-c-comecam-a-ser-distribuidos-em-novembro/

Primeiro produto biossimilar fabricado no Brasil é aprovado pela Anvisa


Foi publicado no Diário Oficial da União, desta terça-feira (20/10), o registro do Fiprima (filgrastim). Este é o primeiro produto biossimilar totalmente fabricado no Brasil.
O produto Fiprima (filgratsim) foi aprovado para redução da duração da neutropenia e incidência da neutropenia febril em pacientes com neoplasias não-mielóides tratados com quimioterapia citotóxica estabelecida e para redução da duração da neutropenia e suas sequelas clínicas em pacientes submetidos à terapia mieloablativa seguida de transplante de medula óssea.
O filgrastim é um correspondente recombinante da molécula de G-CSF (fator estimulador de colônias de granulócitos) natural humana. A substância apresenta a mesma função e o mesmo mecanismo de ação, que é o de se ligar ao seu receptor em células precursoras da medula óssea, estimulando a produção de neutrófilos. O produto registrado pela via de desenvolvimento por comparabilidade, de acordo com a RDC 55/2010.
Durante a avaliação, todas as etapas para o registro de um produto biológico no país, como análise da tecnologia farmacêutica, eficácia e segurança, foram cuidadosamente mantidas. Além disso, o exercício de comparabilidade foi avaliado para demonstração da similaridade entre o Fiprima e o Produto Biológico Comparador, o Granulokine (filgrastim).
fonte:http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/primeiro+produto+biossimilar+fabricado+no+brasil+e+aprovado+pela+anvisa

Anvisa suspende lote do medicamento Dramim B6 DL



A Anvisa suspendeu a distribuição, comercialização e uso do lote 1103866 do medicamento Dramim B6 DL, solução  injetável, 10ml.  O produto é fabricado pela empresa  Takeda  Pharma  Ltda. e é válido até  outubro de 2016.
Resultado de imagem para dramin b6 dl injetavel
A determinação ocorreu após o fabricante comunicar à Agência o recolhimento voluntário do lote do produto, que apresentou partículas visíveis na solução.
A medida está na Resolução 2.941/2015, publicada nesta terça-feira (20/10) no Diário Oficial da União (DOU).

Anvisa suspende a manipulação do insumo Somatomedina C



20 de outubro de 2015

A Anvisa determinou a suspensão da  importação, fabricação, distribuição, comercialização, manipulação e uso do insumo  farmacêutico ativo Somatomedina C (IGF-I).

Resultado de imagem para somatomedina c igf-i
O insumo foi suspenso porque a eficácia terapêutica não foi avaliada tampouco aprovada pela Anvisa.
As empresas que produzem a substância devem promover o recolhimento dos produtos existentes no mercado.
A medida está na Resolução 2.940/2015, publicada nesta terça-feira (20/10) no Diário Oficial da União (DOU)
fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/anvisa+suspende+a+manipulaao++do+insumo+somatomedina+c
O que é somatomedina C ou IGF-1:
Fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1somatomedina C ou IGF-1 é uma proteínaproduzida no fígado em resposta ao hormônio de crescimento (GH) com papel importante no crescimento, desenvolvimento da musculatura, reduz os níveis de glicose no sangue, reduz os níveis de gordura corporal altera a oxidação lipídica e aumenta a síntese de proteínas.

Função


Em humanos, o GH e enquanto o IGF-I desencadeia o aumento da oxidação lipídica apenas cronicamente. Enquanto as ações sobre o crescimento são tempo limitado, as ações metabólicas e cardiovasculares do eixo GH/IGF-I perduram durante toda a vida.[1]
Apesar de muito similar à insulina, enquanto o receptor de insulina é altamente comum no fígado etecido adiposo branco em adultos, o receptor de IGF-I é raro nesses locais, sendo mais comum no músculo esquelético, onde estimula a diferenciação celular.

Uso terapeutico


Análogos sintéticos da IGF-1, como a mecassermina, podem ser utilizados para o tratamento de atraso no crescimento e podem retardar processos neurodegenerativos como mal de Alzheimer

Patologias


Um alto nível de IGF-1 aumenta o risco de câncerdiabetes e aceleram o envelhecimento. Uma dieta rica em proteínas vegetais, ricas em fibras e pobre em gordura saturada diminuem os níveis de IGF-1. Assim, vegetarianos e vegans tem menor risco de câncer e maior longevidade.[3] [4]
Incapacidade de produzir IGF-1 causa um menor crescimento e tendência a obesidade em crianças e adolescentes, popularmente conhecido como nanismo.
fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Fator_de_crescimento_semelhante_%C3%A0_insulina_tipo_1

20 de out de 2015

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO NA ÁREA FARMACÊUTICA EM PORTUGAL

Você é Farmacêutico ou Estudante de Farmácia? Quer acrescentar algum DIFERENCIAL à sua carreira ? Já pensou em fazer um INTERCÂMBIO em Portugal?

Então esta é a sua chance  :) !!!

O ideHia (Instituto de Desenvolvimento Humano Integral Aplicado) acaba de lançar o PROGRAMA DE INTERCÂMBIO NA ÁREA FARMACÊUTICA.


Temos PROGRAMAS de 15, 30 ou 45 dias, que terão início em JANEIRO DE 2016

Candidate-se a uma vaga! 

Para candidatar-se envie um EMAIL para intercambio.idehia@gmail.com

dizendo QUERO PARTICIPAR DO INTERCÂMBIO EM PORTUGAL. 
Deixe seu telefone de contato e enviaremos todas as informações.

Exibindo intercambio2.jpg


Anvisa abre cem vagas para a participação no Fórum Nacional do Ciclo de Debates

19 de outubro de 2015

A Anvisa abriu cem vagas para a participação no Fórum Nacional do Ciclo de Debates em Vigilância Sanitária que acontecerá em Brasília, de 21 a 23 de outubro, no Hotel Imperial. Os interessados nestas vagas abertas devem custear todas as suas despesas de participação no evento.
As inscrições podem ser feitas até a meia-noite do dia 19 de outubro pelo e-mail: forum.nacional@anvisa.gov.br. Os interessados devem informar o nome, telefone de contato e instituição a qual pertencem. 
fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/anvisa+abre+cem+vagas+para+a+participacao+no+forum+nacional+do+ciclo+de+debates

Anvisa promove o terceiro curso de especialização em Gestão em Vigilância Sanitária

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em parceria com o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês (IEP/HSL) promoverá a 3ªedição do Curso de Especialização em Gestão da Vigilância Sanitária (GVisa), para dar continuidade aos projetos de capacitação de profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), com o apoio do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).
Resultado de imagem para Gestão em Vigilância Sanitária
O público alvo do curso são os servidores efetivos do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) das três esferas de governo – municipal, estadual e federal - que atuam em dez capitais das cinco regiões do país: Aracaju (SE), Belém (PA), Campo Grande (MS), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Palmas (TO), São Luís (MA) e Teresina (PI).
O processo de seleção será conduzido pelo gestor de aprendizagem, representante do IEP/HSL na região, apoiado pela comissão gestora local integrada por representantes das secretarias de Saúde estadual e municipal, da Vigilância Sanitária estadual e municipal e representante do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems). Serão selecionados 40 participantes em cada capital entre os indicados pelas instituições, buscando uma proporcionalidade de 70% de servidores municipais, 20% estaduais e 10% federais.
O curso será desenvolvido de novembro de 2015 a outubro de 2016, organizado segundo uma abordagem construtivista da educação de adultos, no sentido de estimular o trabalho em equipe, a postura ética, colaborativa e compromissada com as necessidades da sociedade, além de aprofundar, de modo crítico e reflexivo, o conhecimento cientificamente produzido nas áreas de gestão, saúde e educação. É orientado por competência profissional, utilizando abordagens pedagógicas inovadoras e oferecido, na modalidade semipresencial, com carga horária total de 360 horas, sendo 288 horas presenciais, com encontros que duram três dias nas capitais em que estão sendo oferecidos os cursos, e 72 horas de trabalho a distância.
Para a certificação, os especializandos deverão cumprir carga horária mínima de 75% nas atividades presenciais, ter avaliação de desempenho satisfatório nas atividades presenciais e a distância, cumprimento das atividades de avaliação bem como conceito “satisfatório” no projeto aplicativo de intervenção orientado à produção de impacto no perfil de saúde-doença das populações, elaborado em grupo, e no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), elaborado individualmente.
                       Cronograma de seleção:
Período
Atividade
28 de Setembro a 30 Outubro
- Período para realização da inscrição no site.
- Acompanhamento das inscrições pelo site.
31 de Outubro a 12 Novembro
- Período de análise das informações.
12 de Novembro
- Envio da lista de aprovados segundo curso para o IEP/HSL.
13 de Novembro
- Divulgação da lista de aprovados e envio de mensagem eletrônica individualizada para aprovados com orientações para abertura do curso, bem como os procedimentos de matrícula no curso.
14 a 24 de Novembro
- Período para confirmação da matrícula no curso pela plataforma de educação a distância (envio de documentos) ou presencialmente na secretaria local do curso.
Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/anvisa+promove+o+terceiro+curso+de+especializacao+em+gestao+em+vigilancia+sanitaria