29 de jun de 2015

Seminário internacional abre o Ciclo de Debates


O Seminário internacional “Desafios e tendências no campo da Vigilância Sanitária de produtos e serviços”, com palestrantes das agências reguladoras do Japão, Estados Unidos, Singapura, Argentina e de países da União Europeia abrirá o Ciclo de Debates de 2015. O evento, que é promovido pela Anvisa, ocorre nos dias 30 de junho e 1º de julho, no Hotel Carlton, em Brasília. O encontro também será transmitido, ao vivo, pela internet(somente Internet Explorer). 

As experiências do Brasil e das autoridades de outros países em regulação de medicamentos, produtos para a saúde, alimentos, serviços de saúde, dispositivos médicos e os sistemas de compartilhamento de relatórios de inspeção entre as diferentes agências reguladoras são alguns dos temas do Seminário Internacional.

O Ciclo de Debates de 2015 é a retomada pela Anvisa dos fóruns regionais de Vigilância Sanitária que ocorreram nos anos de 2006 e 2010. A expectativa é mobilizar os profissionais de vigilância sanitária e a sociedade brasileira para o fortalecimento do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS).

Haverá palestrantes da agência da Comunidade Europeia para medicamentos, EMA (European Medicines Agency), da agência norte-americana para alimentos e medicamentos, o FDA (FoodandDrugsAdministration), da agência de produtos farmacêuticos e dispositivos médicos do Japão, PMDA (PharmaceuticalsandMedicalsDevicesAgency), e das agências reguladoras da Espanha, Irlanda, Portugal, Singapura e de Uppsala, na Suécia.

O evento terá transmissão em tempo real por meio de um link disponibilizado na página Anvisa.

Medicamento Resfryneo está suspenso pela Anvisa

Anvisa suspendeu  a distribuição, comercialização  e uso, de  todos os lotes dentro do prazo de validade  do medicamento Resfryneo  (paracetamol), cloridrato  de fenilefrina, maleato  de  clorfeniramina), cápsula e solução oral.


O medicamento é fabricado pela empresa Brainfarma Indústria Química e Farmacêuticas S.A e foi suspenso após auditoria da vigilância sanitária.

Durante a inspeção foi constatado a utilização de fabricante de fármaco, matéria prima do medicamento, em locais não aprovados pela Agência.

A medida está na Resolução nº 1.885/2015, publicada nesta segunda-feira (29/6) no Diário Oficial da União (DOU).

27 de jun de 2015

Anvisa determina suspensão de Castanha da Índia

Está suspenso no país o produto CASTANHA DA ÍNDIA INDIANA fabricado pela empresa Wanerva do Brasil Ltda. O produto não possui registro no país e o fabricante não tem autorização de funcionamento. 


A suspensão engloba a fabricação, distribuição, divulgação, comercialização de todos os demais produtos fabricados pela empresa. Também foi determinada a apreensão e inutilização de todas as unidades do item citado.

A medida está na 
Resolução n°1.822, publicada nesta sexta-feira (26/06) no Diário Oficial da União (DOU).

Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/anvisa+determina+suspensao+de+castanha+da+india

25 de jun de 2015

Professora cria imagem com micróbios da mão de seu filho

Se você não lava as mãos antes de comer, não deixe de ver essa imagem compartilhada na internet por uma especialista em microbiologia.

A professora americana Tasha Surm criou uma prova gráfica da presença de micróbios nas mãos de seu filho de oito anos.

Surm, que trabalha como técnica do laboratório de microbiologia no Colégio Cabrillo, na Califórnia (Estados Unidos), pediu ao filho que fosse ao jardim brincar com o cachorro da família por um tempo.

Quando voltou para casa, Surm pediu que o menino colocasse a mão direita sobre uma placa de Petri (uma espécie de prato usado em laboratórios), pressionando suavemente.

A placa de 15 centímetros de diâmetro estava esterilizada e continha ágar, uma substância extraída de algas e que é usada no cultivo de microrganismos.

Quando o filho deixou a marca de sua mão no local, Sturm tampou a placa e a deixou em um incubadora a 37 graus durante um dia inteiro.

Depois, deixou a placa em temperatura ambiente.

Jardim colorido

Ao final de uma semana, surgiu uma imagem de uma pequena palma humana feita do que pareciam ser flores coloridas, como se pode ver na foto posteriormente compartilhada no microbeworld.org, um site da Sociedade Americana de Microbiologia.

Era a prova gráfica do que pode estar escondido em uma mão suja. "Estou guardando a placa para mostrá-la aos estudantes de microbiologia em uma semana e meia", escreveu Surm na página

Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/06/150611_microbios_maos_criancas_rm


Participei hoje do Encontro Estadual Farmacêutico, preparatório para a 15ª Conferência Nacional de Saúde.


24 de jun de 2015

Projeto sobre AF no SUS será debatido na Comissão de Finanças e Tributação



Projeto que trata sobre a Assistência Farmacêutica no âmbito do SUS está na pauta da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara.

 O projeto de Lei 4135/2012, que dispõem da Assistência Farmacêutica no âmbito do SUS, de autoria da Senadora Vanessa Grazziotin, deverá ser objeto de discussão nesta quarta-feira, 20 de maio, na Comissão de Finanças e Tributação.

De origem do Senado (PLS 62/2011), o projeto "altera a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que "dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências". O objetivo da proposta é tornar obrigatória a assistência de técnico responsável na assistência farmacêutica realizada no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS)".

 

O relator do projeto na CFT da Câmara, deputado Junior Marreca apresentou parecer no qual considera que não há implicação da matéria com aumento ou diminuição da receita ou da despesa públicas, não cabendo pronunciamento quanto à adequação financeira e orçamentária do PL nº 4.135/12 e dos PL's nºs 2.459/11 e 3.569/12, apensados.

 

Pauta na integra : http://www.camara.leg.br/internet/ordemdodia/integras/1334274.htm

 

Diretoria da Anvisa aprova regulamento sobre rotulagem de alergênicos

Diretoria da Anvisa aprova regulamento sobre rotulagem de alergênicos

24 de junho de 2015

A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou, nesta quarta-feira (24/6), a Resolução que trata dos requisitos para rotulagem obrigatória dos principais alimentos que causam alergias alimentares. A norma deverá ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

Segundo o regulamento – que abrange alimentos e bebidas – os rótulos deverão informar a existência de 17 (dezessete)alimentos:trigo (centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas);  crustáceos; ovos; peixes; amendoim; soja; leite de todos os mamíferos;  amêndoa; avelã; castanha  de caju; castanha do Pará; macadâmia; nozes; pecã; pistaches; pinoli; castanhas,  além de látex natural.

Com isso, os derivados desses produtos devem trazer a informação: “Alérgicos: Contém (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares)”, “Alérgicos: Contém derivados de (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares)” ou “Alérgicos: Contém (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares) e derivados”.

Já nos casos em que não for possível garantir a ausência de contaminação cruzada dos alimentos (que é a presença de qualquer alérgeno alimentar não adicionado intencionalmente, como no caso de produção ou manipulação), o rótulo deve constara declaração “Alérgicos: Pode conter (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares)”.

Essas advertências, segundo a norma, devem estar agrupadas imediatamente após ou logo abaixo da lista de ingredientes e com caracteres legíveis, em caixa alta, negrito e cor contrastante com o fundo do rótulo.

Os fabricantes terão 12 (doze) meses para adequar as embalagens. Os produtos fabricados até o final do prazo de adequação poderão ser comercializados até o fim de seu prazo de validade.

Fonte:

http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/diretoria+da+anvisa+aprova+regulamento+sobre+rotulagem+de+alergenicos

8º Congresso RIOPHARMA de Ciências Farmacêuticas



XVIII Congresso da Federación Farmacéutica Sudamericana (FEFAS) 
8º Congresso RIOPHARMA de Ciências Farmacêuticas

Tema: Prescrição farmacêutica e os novos paradigmas da profissão 
Eixo central: Atuação clínica do farmacêutico 
Realização: CRF-RJ; ABF; CFF; FEFAS; FFA 
Período e Local: 15 a 17 de outubro de 2015, Centro de Convenções SulAmérica, Rio de Janeiro/RJ 

15 de outubro de 2015 - quinta-feira

Horário    Tipo de Sessão    Tema
9h00 - 13h00    MESA REDONDA    Atuação do Farmacêutico nos processos de acreditação de serviços de saúde
9h00 - 13h00    CURSO 
(carga horária: 4h)    Introdução à nanotecnologia associada a produção de medicamentos 
Palestrante: Dr. Helvécio Vinicius Antunes Rocha (RJ)
9h00 - 16h00    CURSO 
(carga horária: 6h)    Interpretação de exames laboratoriais 
Palestrantes: Dra. Maristela Tsujita (SP) e Dra. Kioko Takei (SP)
9h00 - 18h00    CURSO 
(carga horária: 8h)    Noções de Semiologia e Cuidado Farmacêutico 
Palestrante: Dra. Thais Teles de Souza (PR)
9h00 - 13h00    CURSO 
(carga horária: 4h)    Erros de medicação: contextualização e estratégias de maior impacto para minimizar os problemas. 
Palestrante: Dr. Michael R. Cohen (EUA)
9h00 - 18h00    SIMPÓSIO    Sistema de Saúde e atuação clínica do farmacêutico
11h00 - 12h30    PALESTRA    Análise farmacêutica da prescrição.
13h30 - 15h30    PALESTRA    Novas práticas de treinamento na indústria
14h00 - 16h00    MESA REDONDA    Nanotecnologia: cenário nacional e internacional
14h00 - 16h00    MESA REDONDA    Estratégias para melhorar a adesão do paciente polimedicado
14h00 - 18h00    PAINEL    Relato de Experiências - Atuação clínica do farmacêutico em ambulatórios
16h00 - 18h00    CONFERÊNCIA    Mudar para permanecer
16h00 - 18h00    MESA REDONDA    Interpretação de exames laboratoriais: riscos associados
16h30 - 18h00    PALESTRA    Navegando pela maior rede brasileira de Farmacêuticos Clínicos
18h30        SOLENIDADE DE ABERTURA do XVIII Congresso FEFAS e 8º Congresso RIOPHARMA
Entrega do Prêmio RIOPHARMA Personalidades
CONFERÊNCIA MAGNA
Coquetel

16 de outubro de 2015 - sexta-feira

Horário    Tipo de Sessão    Tema
9h00 - 13h00    CURSO 
(carga horária: 4h)    Comunicação farmacêutico-paciente 
Palestrante: Dr. Fábio Teixeira Ferracini (SP)
9h00 - 13h00    CURSO 
(carga horária: 4h)    Conciliação de medicamentos 
Palestrante: Dr. Antonio Eduardo Matoso Mendes (PR)
9h00 - 18h00    SIMPÓSIO    Modelos internacionais de Prescrição Farmacêutica e guias de prática clínica
9h00 - 18h00    CURSO 
(carga horária: 8h)    Farmácia Forense 
Palestrante: Dr. Emerson Poley Peçanha (RJ)
9h00 - 18h00    CURSO 
(carga horária: 8h)    Saúde baseada em evidência como suporte para a prática clínica 
Palestrantes: Dr. Marcus Tolentino Silva (PA) e Dr. Aldiney José Doreto (DF) 
Obs.: Necessário avisar aos participantes do curso para levarem seus computadores wi-fi.
11h00 - 18h00    CURSO 
(carga horária: 6h)    Atuação do farmacêutico na área da cosmetologia: desenvolvimento e avaliação da eficácia de produtos fitocosméticos 
Palestrante: Dr. Márcio Ferrari (RN)
14h00 - 18h00    MESA REDONDA    Cuidados Paliativos e diretivas antecipadas
14h00 - 18h00    PAINEL    Relato de Experiências - Atuação de farmacêuticos da América Latina em atenção primária

17 de outubro de 2015 - sábado

Horário    Tipo de Sessão    Tema
9h00 - 13h00    PAINEL    Relato de Experiências - Atuação Clínica do Farmacêutico
9h00 - 13h00    MESA REDONDA    Empreendedorismo Farmacêutico: "cases" de sucesso
9h00 - 13h00    SIMPÓSIO    Práticas Integrativas e Complementares
9h00 - 13h00    CURSO 
(carga horária: 4h)    Radiofarmácia 
Palestrante: Dr. Ralph Santos Oliveira (RJ)
9h00 - 13h00 
14h30 - 17h00    SIMPÓSIO    Segurança do paciente e erros de medicação
9h00 - 13h00 
14h30 - 17h00    SIMPÓSIO    Formação do farmacêutico para a atuação clínica
13h00 - 17h00    CURSO 
(carga horária: 4h)    Engenharia de tecidos e Bioimpressão: desafios e perspectivas 
Palestrante: Dra. Leandra S. Baptista (RJ)
14h00 - 17h00    PAINEL    Relato de Experiências - Atuação clínica de farmacêutico em Doenças Renais Crônicas e com pacientes transplantados
17h00        ENCERRAMENTO do XVIII Congresso FEFAS e 8º Congresso RIOPHARMA
Solenidade de Premiação RIOPHARMA - Trabalhos Científicos
Conferência
Palavras Finais

Para mais informações e inscrições:

RIO PHARMA 2015

Instrução Normativa altera fiscalização de estabelecimentos que manipulam produtos veterinários


2014 12 09 produtos veterinarios

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicou no Diário Oficial da União na última sexta-feira, dia 5, a Instrução Normativa (IN) 41/14.

A nova norma altera os Anexos da IN 11/05, que tratam das boas práticas e do regulamento técnico para registro e fiscalização de estabelecimentos que manipulam produtos de uso veterinário.

A principal alteração é a permissão da armazenagem, estocagem, embalagem, rotulagem, manipulação de preparações magistrais e farmacopeicas (alopática e homeopática) e dispensação em áreas comuns para produtos de uso veterinários e humano.

Ou seja, ficou permitido manipular no mesmo laboratório fórmulas de uso humano e veterinário. Anteriormente isso não era claro na legislação.

Confira aqui a Instrução Normativa na íntegra

Fonte:  Assessoria de Comunicação CRF-SP

Anvisa suspende lote de Cloridrato de Ciprofloxacino, da empresa Prati-Donaduzzi

A  Anvisa determinou a suspensão, comercialização e uso do lote 15A70W do medicamento CLORIDRATO DE CIPROFLOXACINO, 500 mg.O antibiótico tem data de validade até 01/2017 e é indicado para o tratamento de infecções. O produto é fabricado pela empresa Prati-Donaduzzi.


A determinação ocorreu após a fabricante comunicar à Agência o recolhimento do produto em razão de presença de corpo estranho observado no medicamento. A Anvisa determinou que a  empresa  promova o recolhimento do lote  existente   no mercado

A medida está na 
Resolução nº 1718/2015 publicada nesta sexta-feira (19/6) no Diário Oficial da União (DOU).
 Fonte: 
http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/anvisa+suspende+lote+de+cloridrato+de+ciprofloxacino+da+empresa+prati-donaduzzi

Os problemas de saúde causados pelo uso de smartphone e como evitá-los

Uso excessivo de smartphones pode causar problemas graves na coluna e no pescoço                    

O celular é quase um companheiro inseparável, visto por muitos como um bem essencial no dia a dia - mas o que muitas pessoas não sabem é que o uso excessivo deles pode causar danos ao corpo humano.
Se você sente constantes dores de cabeça, um couro cabeludo extremamente sensível ou um incômodo atrás de um olho, a culpa pode estar no uso indevido do smartphone.
Especialistas dizem que são cada vez mais comuns os casos de "text neck" - "pescoço de texto" em tradução livre -, dores na cabeça ligadas a tensões na nuca e no pescoço causadas pelo tempo inclinado em uma posição indevida para visualizar a tela do celular.
Segundo a fisioterapeuta Priya Dasoju, a "pescoço de texto" também pode levar a dores no braço e no ombro.
"O que estamos vendo são cefaleias cervicogênicas", afirmou. Ela diz que o problema vem de tanto inclinar a cabeça para frente da tela do celular, e isso cria uma pressão intensa nas partes frontais e traseiras do pescoço.
Leia mais: 'Olho fantasma', a síndrome que desafia os médicos
Esse problema pode se agravar e, em alguns casos, pode levar a uma condição conhecida como nevralgia occipital.
É uma condição neurológica em que os nervos occipitais – que vão do topo da medula espinhal até o couro cabeludo – ficam inflamados ou lesionados. Ela pode ser confundida com dores de cabeça ou enxaqueca.
"Cerca de 30% dos nossos pacientes que vemos têm nevralgia occipital", disse a osteopata Lola Phillips.
"Você tende a ter esse problema quando usa muito tablets, laptops ou smartphones. Você começa a sentir uma tensão na parte da frente do pescoço e uma fraqueza na parte de trás dele."
A dor pode ser intensa, como se o pescoço estivesse "queimando", e começa na base da cabeça, se estendendo por toda a parte superior, no couro cabeludo.
Geralmente, as dores começam na parte de trás da cabeça, no nervo occipital, mas às vezes elas ficam localizadas mais na parte da frente, acima dos olhos.
Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/06/150622_dores_smartphones_rm

Câmara aprova lei que impede Anvisa de proibir emagrecedor

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (23) um projeto de lei que proíbe a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de vetar a produção e o comércio de medicamentos usados para emagrecer, como a sibutramina.

O projeto foi aprovado por comissões da Casa em 2013. Um recurso que pedia que a proposta fosse votada em plenário foi rejeitado e texto deve ser enviado ao Senado.
Em 2011, a Anvisa proibiu a venda de emagrecedores do grupo das anfetaminas (anfepramona, femproporex e mazindol). Em 2014, um decreto legislativo autorizou a produção e venda de determinados remédios para emagrecer.
De autoria do deputado Felipe Bornier (PSD-RJ), o texto também proíbe a agência de cancelar o registro sanitário dos anfetamínicos e da sibutramina, dizendo que são medicamentos são usados contra a obesidade.
O deputado ainda alerta sobre o aumento do mercado negro, caso os remédios sejam proibidos de novo.

Fonte: Folha de S.Paulo

Inscrições para seminário internacional do ciclo de debates estão abertas

  
Ainda estão abertas as inscrições para o seminário internacional do ciclo de debates “Desafios e tendências no campo da Vigilância Sanitária de produtos e serviços: qual a vigilância sanitária que a sociedade precisa?”.Até o dia 25 de junho, os interessados em participar devem preencher a ficha de inscrição disponível no site da Anvisa e encaminhar para o email ciclo.debates@anvisa.gov.br .
As vagas são limitadas e será considerada a ordem crescente do horário de envio do documento.
Evento
O seminário internacional do ciclo de debates ocorre entre os dias 30 de junho e 1º de julho. O encontro antecipará os cinco fóruns regionais e o Fórum Nacional.
O objetivo do ciclo é mobilizar os profissionais de vigilância sanitária e a sociedade para o fortalecimento do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), em busca da melhoria da efetividade e de sua contribuição no desenvolvimento sanitário e socioeconômico do país.
A expectativa é de que o seminário internacional promova o intercâmbio de experiências agregando contribuições ao SNVS, na busca de avanços no modelo de controle sanitário.
Também será um momento de mobilização dos diversos atores envolvidos com a Vigilância Sanitária para a XV Conferência Nacional de Saúde, agendada para dezembro deste ano.
Os eventos também serão transmitidos, em tempo real, pela Internet.
Anvisa aprova primeiro medicamento radiofármaco pronto para uso

       
A Anvisa concedeu o registro para o medicamento Radioglic® - Fludesoxiglicose (18F), fabricado pela Comissão Nacional de Energia Nuclear/CDTN. Este é o primeiro medicamento da categoria de radiofármacos pronto para o uso registrado pela Anvisa desde a publicação da RDC n° 64/2009, norma que dispõe sobre o registro desses produtos.  O registro foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (22/06).
O medicamento foi aprovado pela Anvisa na forma farmacêutica de solução injetável para administração intravenosa de fludesoxiglicose (18F), disponível em dez apresentações comerciais: frascos-ampola de até 15 mL, contendo atividades de 0,4 GBq ; 1 GBq; 2 GBq; 3 GBq; 5 GBq; 8 GBq; 13 GBq; 16 GBq; 19 GBq;  29 GBq, na data e hora da calibração.
Radioglic® está indicado para uso exclusivo em radiodiagnóstico nos serviços de medicina nuclear e destinado a exames de tomografia por emissão de pósitrons (PET e PET/CT), nas áreas de Oncologia, Cardiologia e Neurologia.
Fludesoxiglicose (18F) é um análogo radioativo da glicose, que se acumula em todas as células que utilizam glicose como fonte primária de energia. É o radiofármaco mais comumente utilizado para obtenção de imagens em PET.
A expectativa é de que sejam solicitados registros para todos os radiofármacos que estejam em comercialização no país. Assim, a Agência dará continuidade ao processo de regulamentação desta categoria de medicamentos, criando um cenário positivo para a entrada de novos produtos.
Fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/2015/anvisa+aprova+primeiro+medicamento+radiofarmaco+pronto+para+uso