26 de jun de 2016

Entenda a diferença entre vírus e bactéria

Ambos causam doenças, às vezes fatais, mas biologicamente são completamente diferentes. Enquanto bactérias são organismos vivos, vírus não passam de partículas infecciosas.

Os dois não são visíveis a olho nu, se multiplicam rapidamente em um curto período de tempo e podem causar doenças. Mas essas são as poucas características que bactérias e vírus têm em comum.

Bactérias são organismos compostos por uma única célula, que possui tudo que elas precisam para viver: genoma e estruturas celulares que produzem proteínas, abastecendo-as com energia. Esses organismos possuem um metabolismo próprio e se multiplicam ao se dividir.

Tuberculose, cólera, difteria e coqueluche são algumas das doenças causadas por bactérias, que nem sempre são prejudiciais: algumas são vitais para a saúde humana, como as que compõem a flora intestinal e auxiliam na digestão.

Vírus, ao contrário, não são células, mas partículas infecciosas. Eles são compostos, na sua grande maioria, por moléculas de ácido nucleico, envoltas em uma camada proteica. Eles não possuem estruturas celulares que produzem energia, proteína ou possibilitam a multiplicação.

Esses agentes infecciosos são bem menores do que bactérias. Enquanto elas possuem na sua maioria um tamanho de 0,001 milímetro, os vírus chegam a no máximo um centésimo dessa medida.

Medicamento e vacinas

Para muitos cientistas, os vírus são não considerados seres vivos. Eles podem se multiplicar somente com ajuda externa. Ao infiltrar seu material genético em células de outros seres vivos, eles as reprogramam para que produzam somente vírus até arrebentar, liberando assim essas partículas infecciosas.

Cada vírus possui uma célula hospedeira específica. Alguns atacam somente plantas, outros animais e humanos. Há, ainda, aqueles que infectam bactérias. Hepatite, aids, gripe, herpes, rubéola e febre amarela são algumas das doenças causadas por vírus.

Antibióticos agem somente contra bactérias. Como vírus não vivem, não é possível matá-los. Contra eles há somente antivirais, que inibem a multiplicação dessas partículas, por exemplo, ao impedir que eles alcancem as células hospedeiras.

Mesmo assim, os médicos costumam prescrever antibióticos também para infecções virais, pois esses agentes enfraquecem o sistema imunológico, possibilitando o ataque de bactérias ao corpo enfraquecido e, assim, o desenvolvimento de outras doenças.

O antibiótico é prescrito para evitar esse ataque. Tanto bactérias, quanto para vírus, é possível desenvolver vacinas.

Fonte: http://m.dw.com/pt/entenda-a-diferença-entre-v%C3%ADrus-e-bactéria/a-17615512

Nenhum comentário:

Postar um comentário