23 de jun de 2016

Diabéticos ficam sem insulina na central de remédios do Amapá

Comunicado está exposto na coordenação farmacêutica, em Macapá. ‘Apidra’ e ‘Lantus’ são hormônios usados por diabéticos.
Um aviso exposto na Coordenadoria de Assistência Farmacêutica (CAF), no bairro São Lázaro, Zona Norte de Macapá, informa a falta “temporária” de duas marcas de insulinas, hormônios usados por diabéticos. A central é responsável por distribuir os medicamentos de forma gratuita na rede pública de saúde.

“Comunicamos que as insulinas Apidra e Lantus encontram-se temporariamente indisponíveis para dispensação”, cita o comunicado. Não há informações sobre desde quando há a indisponibilidade dos medicamentos.

O publicitário e jornalista Walter Júnior, de 60 anos, contou que foi até a sede da CAF nesta quinta-feira (23) para pegar quatro unidades do medicamento, chamado de "caneta", suficientes para um mês, e encontrou o aviso. Ele é diabético e precisa tomar insulina todos os dias.

"Eu estive lá hoje de manhã e não tinha. O que me surpreendeu foi que a moça que me atendeu disse que não tem previsão para o fornecimento. Agora vamos ter que comprar na rede particular. [Cada uma] custa em torno de R$ 180 a R$ 200, e dá para dois dias. Por isso as pessoas recorrem ao SUS [Sistema Único de Saúde]", comentou o Walter, que procura a coordenadoria uma vez ao mês.

A Secretaria de Estado da Saúde informou, através de nota, que “a Coordenadoria de Assistência Farmacêutica (CAF) dispõe de insulina NPH e insulina Regular que podem substituir os análogos de insulina em falta”.

O documento também citou que “por serem medicamentos indicados para crianças e idosos, a Sesa trabalha em um processo licitatório para compra regular dos análogos de insulina”.

A secretaria declarou ainda que os medicamentos não fazem parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) e nem da Relação de Medicamentos Essenciais do Amapá(Remap) e que, para corrigir o uso indiscriminado dos dois medicamentos, a instituição tem um projeto para garantir o uso racional dos análogos.

Fonte: http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2016/06/diabeticos-ficam-sem-insulina-na-central-de-remedios-do-amapa.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário