8 de jul de 2016

MP vai à Justiça contra equipe médica que cegou pacientes em mutirão Para promotora, operações foram feitas sem segurança e higiene. Em janeiro, quase 20 pessoas ficaram cegas ou sem enxergar.

O Ministério Público de São Bernardo do Campo entrou na Justiça contra os envolvidos no mutirão da catarata que deixou 20 pessoas cegas ou quase sem enxergar.  Uma pessoa contaminada por bactérias durante a cirurgia morreu. Se a Justiça aceitar a denúncia, os acusados viram réus.

O mutirão foi em janeiro. Nesta sexta-feira (8), a promotora Simone Divittis Perez concluiu que a equipe médica agiu de maneira negligente e omissa, fazendo as operações sem os procedimentos de segurança e higiene.

A promotora denunciou um médico e duas auxiliares de enfermagem pelos crimes de lesão corporal e lesão corporal gravíssima dolosa.

No mês passado, a polícia indiciou a mesma equipe médica. A reportagem tentou contato com os advogados do médico e das duas auxiliares, mas não conseguiu.

Um relatório da Secretaria da Saúde de São Bernardo do Campo apontou a equipe não esterilizou instrumentos cirúrgicos.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/07/mp-vai-justica-contra-equipe-medica-que-cegou-pacientes-em-mutirao.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário