7 de out de 2015

Anvisa divulga resultado de fiscalização de navios de cruzeiro

6 de outubro de 2015

Os resultados da fiscalização da Anvisa durante a temporada 2014/2015 de navios de cruzeiro trazem uma novidade: pela primeira vez, todos os navios inspecionados obtiveram “Padrão A”. A nota significa que, a partir dos critérios da Anvisa, todos apresentavam excelentes condições sanitárias. Esses resultados são um indicativo de que, caso os navios mantenham índices semelhantes de risco sanitário para a temporada 2015/2016, que inicia neste mês de outubro, os riscos sanitários serão menores para as pessoas que optam por este tipo de passeio.
Todos os navios de cruzeiro que circulam na costa brasileira passam por inspeções sanitárias da Anvisa. Nestas inspeções, realizadas de surpresa, os fiscais da Agência verificam todos os controles da embarcação referentes à segurança sanitária dos alimentos preparados e da água para consumo humano ofertados a bordo.
Outras áreas e serviços de importância sanitária como águas recreacionais (piscinas, hidromassagens etc.), limpeza de cabines e ambientes, gerenciamento de lixo, sistema de tratamento de esgoto, controle de vetores e animais peçonhentos e salão de beleza também são inspecionados.
Padrões-As fiscalizações sanitárias utilizam um mesmo roteiro de inspeção para todas as embarcações, as quais são divididas em categorias conforme o padrão sanitário atingido. 
Padrão A: Excelentes condições sanitárias;
Padrão B: Condições sanitárias acima da média;
Padrão C: Condições sanitárias satisfatórias, mas com exigências a cumprir;
Padrão D: Condições sanitárias insatisfatórias, com necessidade de medidas corretivas imediatas.
Problemas a bordo - Os navios que circulam na costa brasileira informam diariamente à Anvisa todos os problemas de saúde ocorridos a bordo, o que agiliza a troca de informações entre o serviço médico de bordo e as autoridades de saúde do Brasil. Dessa forma, todo o viajante doente a bordo dos cruzeiros será monitorado. Se houver risco para a saúde pública, medidas de saúde podem ser aplicadas e acompanhadas com maior rapidez e eficiência.
Na temporada 2014/2015 foram notificados 548 eventos de saúde, sendo a Doença Diarreica Aguda (DDA) a mais comum,  seguida por Síndromes Gripais (SG), conforme figura abaixo:
*3 óbitos por ataque cardíaco e 1 por afogamento 
Nesta temporada 2014/2015, apenas 1 (hum) surto, de Doença Diarreica Aguda, foi registrado em toda a temporada. O agente etiológico identificado como causador do surto foi o Norovírus, tendo apresentado uma incidência de 13,9% (82 casos) entre passageiros e 2,4% (9 casos) em tripulantes.

Inspeções - As equipes da Anvisa localizadas nos principais portos realizam as inspeções. Diante de irregularidades, diversas medidas podem ser adotadas, desde notificações com prazo para cumprimento até a emissão de Autos de Infração Sanitária (que podem gerar penalidades como multas, advertência etc.). Em casos mais graves, pode-se interditar parcialmente ou totalmente áreas ou serviços a bordo ou até mesmo adiar novos embarques ou desembarques até a resolução dos problemas encontrados.
AURORA
ARTANIA
AZAMARA JOURNEY
BLACK WATCH
BREMEN
COSTA DELIZIOSA
COSTA FAVOLOSA
COSTA PACIFICA
CRYSTAL SERENITY
EMPRESS (IMPERATRIZ)
EUROPA II
EXPLORER
GOLDEN PRINCESS
HANSEATIC
HAMBURG
M/S MARINA
MAASDAM
MARCO POLO
MSC MAGNIFICA
MSC LIRICA
MSC POESIA
MSC PREZIOSA
NATIONAL GEOGRAPHIC EXPLORER
PRINSENDAM
REGATTA
SEABOURN QUEST
SEA ADVENTURER
SEVEN SEAS MARINER
SILVER CLOUD
SILVER SHADOW
SILVER WHISPER
SOVEREIGN (SOBERANO)
SPLENDOUR OF THE SEAS
ZENITH
Veja mais sobre o trabalho da Anvisa na área de navios de cruzeiro em:http://www.anvisa.gov.br/hotsite/cruzeiros/index.html 

Nenhum comentário:

Postar um comentário