30 de ago de 2016

Pacientes reclamam da falta de médicos na UPA de São Gonçalo, RJ Remédios são economizados porque estoque está quase zerado. Único médico do plantão não conseguia atender pacientes que chegavam.

Funcionários e pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Colubandê, de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, reclamam da falta de remédios e de médicos na unidade.
Como mostrou o Bom Dia Rio desta terça-feira (30), funcionários dizem que os remédios para uso interno estão tendo que ser economizados porque o estoque está quase zerado. No último fim de semana, pacientes contaram que a UPA funcionou em esquema de restrição. Quem chegou ao local com algum caso de emergência não conseguia atendimento porque só havia um médico na unidade e ele ficou responsável por cuidar das pessoas que já estavam internadas.

Os funcionários alegam que essa é uma prática comum nessa UPA, já que só há um médico e ele atende de tarde ou de noite. Os dentistas da UPA também foram demitidos em junho. Eles estão sem salário e com os benefícios atrasados. Quem administra a UPA do Colubandê é a Organização Social Lagos-Rio, a mesma que administra as UPAs de Marechal Hermes, Ricrardo de Albuquerque. Ao todo, 10 UPAs são administradas por essa OS.
fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/08/pacientes-reclamam-da-falta-de-medicos-na-upa-de-sao-goncalo-rj.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário