1 de mar de 2018

Ministério da Saúde lança programa inédito que contribui com o desenvolvimento da profissão através dos cuidados farmacêuticos

Ministério da Saúde lança programa inédito que contribui com o desenvolvimento da profissão através dos cuidados farmacêuticos. 

A partir de agora os pacientes com hepatite e artrite reumatoide serão os primeiros a receber do seu farmacêutico as devidas orientações sobre o uso correto e racional dos medicamentos utilizados nas unidades SUS, com esta iniciativa o Ministério da Saúde espero resolver os problemas relacionados as falhas no tratamento e reduzir significativamente os riscos de efeitos colaterais indesejáveis.


O Ministro da Saúde também anunciou a criação do Programa Cuidados Farmacêuticos, que terá inicio em São Paulo, Bahia e Distrito Federal, a previsão é que até o final do ano outros sete estados brasileiros sejam inseridos no projeto "Programa Cuidados Farmacêuticos".

O Ministro da saúde Ricardo Barros.também afirmou literalmente que O uso inadequado de medicamentos eleva os riscos de falhas no tratamento e os custos das ações em saúde. Por isso, uma consulta com o farmacêutico para orientar melhor como deve ser o acondicionamento do remédio, a melhor forma e horário de ingestão, vai ajudar a população portadora destas doenças a aderir o tratamento e ter uma qualidade de vida melhor. A ação também aproxima o profissional do paciente promovendo um atendimento mais humanizado”.

Outra excelente novidade anunciada é a inclusão do código de identificação para farmacêuticos no sistema de atendimento do SUS, que ocorrera a partir de fevereiro, desta forma será  rastreável através do sistema se o paciente recebeu orientações do farmacêuticos ou de outro profissional.

Também foi anunciado pelo Ministro da Saúde a liberação de verba de R$ 22 milhões para melhor qualificar e estruturar a assistência farmacêutica em 629 municípios, esta medida e parte do Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica no âmbito do SUS, através do QUALIFAR-SUS, que possibilita os municípios brasileiros a investirem na contratação de profissionais farmacêuticos e na qualificação dos serviços de suas farmácias. atualmente estão habilitados 1.580 municípios para receberem os recursos, porém a expectativas é que até o final de 2018 sejam incorporados mais 800 municípios que passem também a receber a verba.


Professor José Roberto Lannes Abib faz questão de lembrar que todas estas conquistas é fruto de muito trabalho e união de todos os segmentos farmacêuticos, principalmente da forma que o Presidente do Conselho Federal de Farmácia Dr. Walter da Silva Jorge João vem conduzindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário